Topo

TV e Famosos


Em meio à reestruturação, Globo News demite âncora Sidney Rezende

Divulgação
Canal de notícias Globo News demite o âncora Sidney Rezende Imagem: Divulgação
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Flávio Ricco*

14/11/2015 15h02

O jornalista e apresentador Sidney Rezende (57) foi demitido nesta sexta-feira (13) pela Globo News. O âncora é considerado um dos principais "medalhões" do canal de notícias da Globo.

"A notícia procede, e a confirmamos inclusive a pedido do jornalista. Ao dar a notícia de que o contrato não seria renovado, Ali Kamel, diretor de jornalismo e esporte, fez questão de enaltecer para Sidney Rezende a sua qualidade profissional e o excelente desempenho dele nos muitos anos que trabalhou para a TV Globo. Explicou que relações profissionais podem ser interrompidas, sem que isso signifique que não possam ser retomadas mais adiante. A Globo só tem elogios à conduta profissional de Sidney, um jornalista completo”, confirmou a emissora em comunicado.

Procurado pela coluna, Sidney Rezende declarou que deve se pronunciar somente nos próximos dias.

Profissional bastante respeitado no meio jornalístico, Rezende possui passagens pela extinta TV Manchete, na TV Educativa e também pela Band Rio. Em 1997, ele integrou a primeira equipe da Globo News, como apresentador do noticiário "Em Cima da Hora". A partir de 2001, apresentou o programa sobre economia "Conta Corrente"  e, no mesmo ano, estreou na Globo como apresentador do "Bom Dia Rio", jornal que comandou até 2005.

Sidney Rezende é autor dos livros Ideário de Glauber Rocha (1986) e Deve Ser Bom Ser Você (2002). O jornalista é editor de um site de notícias que leva seu nome e, até então, trabalhava no "Jornal Globo News".

A Globo News passa por um processo de reestruturação e, em outubro, já havia demitido Eduardo Grillo, jornalista veterano que participou da fundação da emissora há 19 anos. Dony de Nuccio assumiu o seu lugar.

Além disso, há o desejo nos bastidores de dar um novo rumo ao "Jornal das Dez", e trazer de volta Christiane Pelajo, que já trabalhou por lá entre 1996 e 2005, na programação.

*Colaboração de José Carlos Nery

Mais TV e Famosos