PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Alguém explica a cara de pasmo do Romero Rômulo em "A Regra do Jogo"?

Alexandre Nero é Romero Rômulo em "A Regra do Jogo" - Divulgação/TV Globo
Alexandre Nero é Romero Rômulo em "A Regra do Jogo" Imagem: Divulgação/TV Globo
Flávio Ricco

Jornalista, passou por algumas das mais importantes empresas de comunicação do país, como Tupi, Globo, Record e SBT. Dirigiu o "Programa Ferreira Netto" e integrou a equipe do "SBT Repórter". Escreve sobre televisão desde 2003. colunaflavioricco@uol.com.br

Colunista do UOL*

15/01/2016 07h01

Alexandre Nero é um craque e não por acaso está levando os diversos prêmios de melhor ator nos últimos anos, graças à correta interpretação de todos os seus personagens. Nada a contestar.

Em "A Regra do Jogo", no entanto, intencionalmente ou não, ele termina todas as falas do Romero Rômulo do mesmo jeito: com cara de espanto. Ou seja, a boca aberta, pasmo ou surpreso com alguma coisa. Virou um vício ou um cacoete, que algum dos muitos diretores da equipe da Amora Mautner já poderia ter corrigido.

Todo mundo fala que gravação de novela e fábrica de macarrão têm semelhanças em diversos aspectos, mas para um protagonista certos cuidados são fundamentais. Por aí é que é essencial a participação de quem está por trás.

Alertá-lo que certas reações, de tão prescindíveis, acabam produzindo efeitos contrários. Incomodando. Para o bem do ator e do próprio trabalho como um todo, este também é um papel da direção.

Questionamento - 1
Quando aqui se fala que programação de TV, ou a montagem dela, é trabalho de artista, há os que entendem como exagero.

Só que não é. Na confecção de uma grade todos os fatores, internos e externos, devem ser considerados, para que os resultados possam acontecer.

Questionamento - 2
Por fatores externos, superficialmente, podemos entender desde os movimentos das concorrentes até as condições climáticas. Nos domingos, por exemplo, especialmente à tarde, a temperatura maior ou menor e até a chuva interferem no número de ligados.

Quanto aos internos, o bom desempenho de um programa também depende do que vem antes e do que vai entrar depois. Simples assim.

Dani Calabresa e Mariana Santos em cena da nova fase do "Zorra" - Estevam Avellar/Divulgação/TV Globo - Estevam Avellar/Divulgação/TV Globo
Dani Calabresa e Mariana Santos em cena da nova fase do "Zorra"
Imagem: Estevam Avellar/Divulgação/TV Globo
Questionamento - 3
Tudo isso para chegar ao "Zorra". Há quem já tenha questionado se as mudanças realizadas melhoraram o programa, porque foram insignificantes as alterações na audiência, entre o velho e o atualmente em cartaz.

Esta é a maior bobagem que alguém pode cometer. O "Zorra", propositadamente, é usado como exemplo, porque os seus resultados, além dos aspectos externos, dependem diretamente da novela que é exibida antes.

Resumo da ópera
O "Zorra", como programa, pode ser questionado se as mudanças feitas foram corretas ou se teve o seu conteúdo fortalecido com as alterações. E até se o esquema atual é o que mais se ajusta ao horário.

Mas nunca, isoladamente, pela sua audiência, ainda mais em se tratando de um programa exibido aos sábados, quase 11 horas da noite. E algo que se aplica a tantos outros. Audiência é importante, mas está longe de medir se um programa é bom ou não.

Compasso de espera
O novo seriado do Miguel Falabella, no papel de um comandante de avião, só irá ganhar melhor embalo quando ele retornar das férias na Itália.

A diretora Cininha de Paula também está esperando por isso.

Por outro lado
Enquanto aguarda pelo Falabella, Cininha está tratando de colocar a última temporada do "Pé na Cova" no ar.

A estreia está confirmada para o dia 21, em vez das terças-feiras como vinha acontecendo, agora nas noites de quinta.

Parou um pouco
Ao que parece, os autores da Globo deram um tempo na mania de começar novela com cenas gravadas no exterior. A maioria nem tinha motivos para aquilo. Só enfeitavam o pavão.

Um ou outra ainda insiste, mas isto já não tem mais ocorrido nas produções das 21 horas.

Basta verificar
Depois de "Babilônia", "A Regra do Jogo" não fez nada fora e o mesmo irá ocorrer, por razões próximas do óbvio, com "Velho Chico", de Benedito Ruy Barbosa.

Glória Perez, na fila, também já anunciou que seu próximo trabalho será dividido entre cidades do Nordeste e o Rio de Janeiro. Fica a dúvida sobre o que pretendem Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari. A Globo, com toda certeza e com o dólar na altura que está, agradece.

Luiz Fernando Carvalho e Chico Diaz em gravação de "Velho Chico" - Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo - Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo
Luiz Fernando Carvalho e Chico Diaz em gravação de "Velho Chico"
Imagem: Caiuá Franco/Divulgação/TV Globo
Em cima disso
Prevista inicialmente para 24 capítulos, a primeira fase da próxima novela das 21h, "Velho Chico", já em gravações na região Nordeste do país, poderá chegar a 30. A equipe do diretor Luiz Fernando Carvalho trabalha com essa possibilidade, até em função do bom material em mãos.

Rodrigo Santoro começou seu trabalho na novela, mas ainda não contracena com a modelo baiana Marina Nery, lançamento da trama e seu par romântico. 

Sem parar
Comemorando 30 anos de carreira ininterrupta, o espetáculo "Trair e Coçar", entra em cartaz nesta sexta-feira, no Teatro Bibi Ferreira. A comédia é um dos maiores sucessos do nosso teatro.

Anastácia Custódio faz a protagonista, Olímpia. Texto de Marcos Caruso e direção-geral de Atílio Riccó.

Bate – Rebate

•  Rogério Ceni chega hoje das férias nos Estados Unidos...
• ... O que se sabe é que a sua conversa com a Globo não prosperou...
• ... O que também não significa que não poderá vir a prosperar.
• O que está combinado na Record é que, voltando das férias, César Filho irá reassumir seu lugar no "Hoje em Dia"...
• ... Diante disso, se estabelecerá a questão: o que será do Britto Júnior?
• ... Existem possibilidades de afirmar que este seu retorno, cobrindo as férias de um companheiro, deu uma volta importante em uma situação que muitos consideravam irreversível...
• ... Hoje, já com alguma naturalidade, no Artístico da Record, se discute a possibilidade de aproveitá-lo em outro projeto...
• O que se conhece como merchandising, e o vício de não conseguir mais viver sem ele, é que acaba comprometendo a carreira de muita gente boa.
• Programa de entrevistas do Pedro Bial no GNT, semanal, irá estrear ainda este ano...
• ... Mas não tem chance nenhuma de ser ainda neste primeiro semestre...
• ... Bial, nos próximos meses, nem tem como pensar em outra coisa sem ser o "BBB". 
• No próximo dia 20, o sucesso teen "High School Musical" completa dez anos desde seu lançamento...
• ... Atendendo a pedidos dos fãs, o canal Megapix alterou sua grade e incluiu o longa na programação.

C'est fini
O "Repórter Record Investigação", do Domingos Meirelles e seu "exército de brancaleone", acaba de ganhar o Prêmio Rei Espanha de Televisão, disputado por emissoras de mais de mais de 40 países.

A matéria "Eternas Escravas", escolhida por um júri internacional, denuncia a exploração e os abusos sexuais a que são submetidas meninas e adolescentes negras que vivem em um quilombo no interior de Goiás, a quinze minutos de voo de Brasília.

O programa é produzido pelo Núcleo de Reportagens Especiais da Record, dirigido por Rafael Gomide.

Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!

*Colaborou José Carlos Nery

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

TV e Famosos