Topo

Coluna

Leo Dias


Naiara Azevedo é acusada de roubar música e esclarece: "Não roubei. Paguei"

Naiara Azevedo e Dilsinho - Reprodução/Instagram
Naiara Azevedo e Dilsinho Imagem: Reprodução/Instagram
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

09/10/2019 12h55

A cantora Naiara Azevedo vem sendo alvo de internautas nas redes sociais desde essa terça-feira (8), quando vazaram algumas imagens da gravação do clipe da próxima música da artista em parceria com o cantor Dilsinho. Os ataques, também direcionados ao pagodeiro, acusavam a dupla de terem roubado a canção 'Manda Áudio' do grupo brasiliense Di Propósito, que gravou originalmente a música. Inclusive, o próprio grupo e o produtor musical responsável pelo arranjo original expressaram surpresa e indignação pelo fato de a cantora utilizar arranjo semelhante na nova versão da canção e criticaram a postura de Naiara.

Na publicação, o Di Propósito questiona também por que não foram convidados para gravar com Naiara e Dilsinho. "Não tínhamos noção de onde nosso som tá chegando e que está agradando tanto as pessoas. Inclusive, regravando com o mesmo arranjo, né? Teria mais a ver se tivesse nos convidado, né, Naiara?", escreveu o grupo, que ainda completou: "Dizem que os artistas que estão "LÁ EM CIMA" não estendem a mão para os que estão vindo de baixo, e dizem isso por situações assim".

Após a enxurrada de críticas, a cantora decidiu se posicionar através de um vídeo publicado nos Stories de sua conta no Instagram. Naiara disse que adquiriu a música de forma legal junto aos compositores da canção. "A música não é de composição do grupo de pagode. Tem outros compositores. Eu não roubei a música de ninguém. Paguei a música, comprei a exclusividade dela, todos os direitos dela e fui para o estúdio gravar com o playback que recebi dos compositores.", conta.

A artista ainda revelou saber que a música já havia sido gravada, mas desconhecer a versão do grupo. "Eu só havia ouvido a versão dos compositores. Recebi uma guia, um playback, com a música dos compositores. Gostei da música e decidi que ia gravar. Não copiei arranjo, até porque não toco instrumento nenhum.", disse ela, que ressaltou que a música não foi lançada, nem está terminada. "Nem a voz que eu gravei na música é a que vai para a mixagem", completou.

Naiara afirmou que procura agir de forma correta em sua carreira. "Jamais faria algo para passar por cima, para atrapalhar o trabalho de alguém ou faria algo irregular na minha carreira, porque é o que eu amo fazer e faço com muito respeito a mim, pelas pessoas que trabalham comigo e pelos meus fãs.", disse, a cantora que lamentou o posicionamento do Di Propósito: "Não os conhecia, mas acabei, por causa dessa polêmica, me inteirando sobre o trabalho deles. É um grupo maravilhoso. Tem músicas lindas, cantam demais, mas sinto muito por eles terem se antecipado e se posicionado da forma que se posicionaram a respeito dessa música. Eles foram um pouco afoitos, eles sabem que não existe nada de errado, de irregular". Mesmo com as críticas, Naiara aproveitou para pedir que seus seguidores passassem a seguir o Di Propósito e disse que as portas dos shows dela estão abertas para o grupo.

A cantora ainda comentou os ataques feitos ao cantor Dilsinho nas redes sociais dele, dizendo que o pagodeiro foi convidado a participar da faixa, e publicou um documento comprovando os direitos dela sobre a música.

* Com colaboração de Geizon Paulo

Leo Dias