Topo

Coluna

Leo Dias


Lexa relata confusão em show com equipe de Pitty: 'Machistas não passarão'

Lexa e Pitty - Reprodução/Instagram Montagem UOL
Lexa e Pitty Imagem: Reprodução/Instagram Montagem UOL
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

17/11/2019 00h45

Resumo da notícia

  • Lexa parou um show que fazia em uma festa universitária para criticar a equipe de produção de Pitty, que havia se apresentado antes dela.
  • Segundo Lexa, que queria assitir ao show da rockeira, a produção de Pitty a expulsou do palco e destratou duas bombeiras que também estavam no local.
  • Nas redes sociais, Pitty contradisse a versão de Lexa, dizendo que havia apurado e que nada tinha acontecido.
  • A rockeira ainda criticou a postura de Lexa: "atitude anti-profissional", disse Pitty.

Lexa parou o show que fazia em São José dos Campos, interior de São Paulo, para relatar o que ela considerou uma atitude 'muito grosseira' da equipe da cantora Pitty. As duas eram atração de uma festa universitária na sexta-feira (15) e a funkeira foi expulsa quando tentava assistir o show da roqueira.

"Eu sou muito fã dessa mulher que é maravilhosa e guerreira. Lutou pelo seu espaço no meio do rock, que é tão difícil, e ela como mulher representou. Mas eu preciso falar sobre a equipe dela que foi muito grosseira. Quis ver um show dela aqui do cantinho, e aí me tiraram do palco. Até aí tudo bem. Fui expulsa? Fui. Ok. O problema não é esse. Disseram que eu não poderia pular, eu entendi", começou Lexa, relatando o que havia acontecido.

Mas, a funkeira disse que parou seu show por outro motivo. Ela relatou que bombeiras que trabalhavam no local foram maltratadas pela equipe de Pitty, e disparou: "A equipe de bombeiro foi maltratada. Tiveram que mudar de lugar para a Pitty poder fazer o show. Sinceramente. Eram duas mulheres, bombeiras, que estão aqui no canto, e que merecem respeito. Eu não estou aqui por mim não, estou por elas. Atendi as duas no camarim e elas me relataram isso. Nem ia falar sobre. Mas estou aqui para defender as mulheres."

Lexa encerra o discurso no palco mandando um recado para Pitty: "Sei que a Pitty não tem nada a ver com isso, mas ela precisa analisar essa situação. Mulheres precisam ser respeitadas. É isso."

Procurada pela Coluna Leo Dias, Lexa confirmou os problemas com a produção da rockeira, mas informou que tudo já havia sido esclarecido. "A Pitty entrou em contato com um dos meus produtores e disse que não entendeu o 'babado' direito, mas afirmou que gosta de mim", disse a funkeira.

Pitty responde: 'Estão querendo caçar confusão'

Após o discurso de Lexa no show, Pitty respondeu a um seguidor que a questionou sobre sua equipe no Instagram: "Amor, eu apurei e não teve nada disso. Estão querendo caçar confusão onde não tem".

Em outro comentário, Pitty criticou a postura de Lexa ao ser questionada sobre sororidade, palavra muito utilizada pelo movimento feminista para estimular o apoio entre as mulheres: "Sororidade seria ela ter vindo falar diretamente comigo, caso algo realmente tivesse acontecido, e não me exposto sem fundamento. Não teve machismo. Ela estava em uma área que não podia ficar por conta de fiação e segurança. Minha equipe tentou levá-la para o outro lado do palco, onde era seguro, e ela entendeu errado. Como a mesma já disse, foi um mal-entendido.", escreveu a rockeira, que completou: "Cansei de ficar aqui tentando proteger ela e passar pano para uma atitude anti-profissional, que gerou essa confusão toda. Isso sim, é sororidade. E agora, chega. Eu vivo há mais de 16 anos de música e não de polêmica.", finalizou.

* Com colaboração de Lucas Pasin e Geizon Paulo

Veja o vídeo:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias