PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Humorista Gustavo Mendes está namorando rapaz de 29 anos que era seu fã

Gustavo Mendes está namorando Paulo Guerra, mineiro, de 29 anos - Reprodução
Gustavo Mendes está namorando Paulo Guerra, mineiro, de 29 anos Imagem: Reprodução
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

02/01/2020 11h57

O humorista Gustavo Mendes, famoso pela imitação de Dilma Roussef, começa o ano em clima de romance. Ele, que revelou ser gay em 2019, está namorando o mineiro Paulo Guerra, também ator, de 29 anos. A assessoria de imprensa de Gustavo confirmou a informação.

De acordo com apuração da Coluna do Leo Dias, Paulo e Gustavo se conhecem há três anos. Paulo era fã do trabalho do humorista e sempre comentava seus vídeos nas redes sociais. Até que um dia eles se conheceram. Os dois estão namorando há menos de um mês.

"Gustavo está radiante, feliz com os novos projetos, novo show, e com o novo amor", disse a assessoria de imprensa do humorista, após ser procurada pela coluna.

Gustavo estreia neste fim de semana, 4 e 5 de janeiro, seu show "Salve Meu Casamento" no Teatro Iguatemi de Campinas. O espetáculo fala sobre a importância de que as pessoas encontrem diversão nas relações e que possam rir dos desastres pessoais e coletivos.

*Com colaboração de Lucas Pasin

Leo Dias