PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Sertanejo Matheus pensa em 'polêmica com o álcool' ao criar app de lives

Matheus Aleixo, dupla com Kauan - Reprodução/Youtube
Matheus Aleixo, dupla com Kauan Imagem: Reprodução/Youtube
Blog do Leo Dias

Notícias exclusivas sobre o mundo das celebridades e os bastidores do show business no Brasil.

Colunista do UOL

21/04/2020 12h18

Com o slogan 'Quando não puder estar, ainda poderá sentir', o sertanejo Matheus Aleixo, dupla com Kauan, prepara para lançar um novo aplicativo que promete revolucionar o mercado das lives e competir diretamente com o Youtube. A plataforma se chamará "Live, Live Brasil" e iniciou seus testes offline nesta semana. "É algo totalmente bancado por mim neste primeiro momento. Um grande investimento que em 30 dias deve ser lançado. Convidei o Gusttavo Lima para a primeira transmissão", conta Matheus para a Coluna do Leo Dias.

Além da exibição de shows, o 'Live, Live Brasil' também fará ações solidárias com o intuito de ajudar quem depende da música indiretamente e também hospitais e outras entidades. "Recebi várias mensagens de pessoas dizendo que tinham amigos e parentes que cantavam em barzinhos e que estavam impossibilitados de trabalhar agora. Também pensei nas pessoas que cuidam da estrutura dos shows, como montadores de palco, senhoras do camarim. O motivo principal dessas doações será para ajudar essas pessoas que vivem indiretamente da música. E também queremos contribuir com entidades necessitadas e hospitais", explica o sertanejo.

A ideia de Matheus é cobrar uma média de R$ 10,00 por acesso para cada evento exibido no aplicativo. Além do show, quem contribuir poderá participar de interatividades exclusivas na plataforma, como escolher repertório, enquetes e vídeos exclusivos do artista.

Segundo o sertanejo, o novo aplicativo não tem intuito de competir com o Youtube. Mas ele confessa que é sim uma 'liberdade maior' para os artistas que não precisarão cumprir as diversas regras da plataforma do Google. Matheus destaca ainda que existirá até a possibilidade de limitar o público por idade, para evitar polêmica com bebidas alcoólicas.

"Não queremos competir com ninguém, mas os artistas precisam se divertir e os fãs também. A partir do momento que você tem muitas regras a cumprir, como é o caso do Youtube, o artista não fica tão livre. É uma forma visionária de ver o mercado que está se abrindo. Quero que seja um aplicativo com vida longa", aponta Matheus, que prepara o app para ser visto em celulares, tablets, computadores e também na televisão.

Além de Gusttavo Lima, convidado para estrear a plataforma patrocinada por Matheus, o sertanejo já adianta outros grandes nomes que estão em negociação para shows: "Já falei com Luan Santana, Bruno e Marrone e também Jorge e Mateus. A ideia é que os artistas também recebam seu cachê. Nós temos muitas famílias que também dependem de nós artistas. Não sabemos como será o mercado de shows daqui pra frente, precisamos pensar em alternativas."

*Com reportagem de Lucas Pasin

TV e Famosos