PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Leo Dias


Leo Dias

Simony fará 1ª live: 'Quase duas horas cantando sucessos do Balão Mágico'

Simony e Vimerson Cavanillas (o Tob, do Balão Mágico) - Divulgação
Simony e Vimerson Cavanillas (o Tob, do Balão Mágico) Imagem: Divulgação
Leo Dias

Leo Dias é jornalista e diretor-executivo do "TV Fama", da Rede TV!. Foi correspondente internacional da rádio portuguesa RDP, passou pelas TVs Bandeirantes e RedeTV! e apresentou um programa na rádio FM O Dia, líder de audiência no Rio de Janeiro, onde entrevistava políticos, jogadores de futebol, dirigentes e muitos artistas. Assinou uma coluna de celebridades no jornal "O Dia" e também esteve nos jornais "Extra" e nas revistas "Contigo", "Chiques e Famosos", "Amiga" e "Manchete". Apesar dessa experiência, sempre se definiu como repórter, tamanha paixão pela apuração da notícia e pela vontade em produzir conteúdos exclusivos. Polêmico, controverso e dono de uma forte personalidade, Leo conquistou um público cativo por dar notas explosivas e audaciosas num mundo artístico mais conservador. Seu lema: "A fama tem um preço estou aqui para cobrar".

Colunista do UOL

12/05/2020 07h40

Os fãs pediram e Simony se renderá às lives do Youtube nesta terça-feira (12) 18 horas, quando fará sua primeira transmissão ao vivo pela plataforma. O show online contará com a participação de Vimerson Cavanillas (o Tob, do Balão Mágico). "Teremos umas três horas e meia de live. Só com os sucessos do Balão Mágico passarei quase duas horas cantando. Também levaremos do meu repertório muitas músicas românticas, de novela, dos meus discos solo, e também alguns covers", antecipa a cantora em conversa com a Coluna do Leo Dias.

Simony conta que não tinha feito nenhuma live até o momento porque estava ainda muito triste e preocupada com os efeitos da pandemia do coronavírus. Ela revela que está tomando todos os cuidados para o show em casa: "Aqui realmente ninguém sai. Todos se cuidam muito. E assim será também na live. Vamos desinfetar tudo, inclusive os instrumentos. Será tudo feito na sala da minha casa, com zero glamour. Não sei nem se vou colocar sapatos (risos)."

Outra surpresa para a live é um repertório de pagode. Simony antecipa, com exclusividade para a coluna, que pretende inclusive lançar um EP cantando o ritmo: "As pessoas estão gostando muito quando canto pagode, então quero sim lançar um EP em breve. Eu também adoro."

Simony - Divulgação - Divulgação
Simony
Imagem: Divulgação

A live de Simony terá doações - feitas através do QR code - destinadas à duas instituições, uma delas direcionada para mães solteiras. "São 700 mães que não tem nem o que comer", conta a cantora: "A outra instituição deve ser a Santa Casa."

Morte de backing vocal do Balão Mágico:

Em conversa com a coluna, Simony também falou sobre a morte de Nino Voz, um dos vocalistas de apoio na turnê do Balão Mágico. Ele morreu no dia 24 de abril, vítima do coronavírus.

"Menino novo, de 32 anos, e faleceu de covid. Fiquei bem triste e ainda mais preocupada", disse ela.

Simony faz um balanço do aprendizado deste período de isolamento e diz que por conta da pandemia não devemos mais nos preocupar com coisas superficiais: "Hoje o cara que tem uma Ferrari e um Fusca é igual. Ninguém pode sair. Ninguém pode ir a lugar nenhum. Estamos todos no mesmo barco. O universo está nos pedindo para parar, ser mais humano. A pandemia nos trouxe algo pra sermos melhores."

*Com reportagem de Lucas Pasin

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Leo Dias