PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Cinco provas de que Laureta foi a professora da maldade de Carminha

Laureta, nas palavras de Adriana Esteves, ensinou tudo sobre maldade para Carminha - Globo/Raquel Cunha/Globo/Alex Carvalho/Montagem UOL
Laureta, nas palavras de Adriana Esteves, ensinou tudo sobre maldade para Carminha Imagem: Globo/Raquel Cunha/Globo/Alex Carvalho/Montagem UOL

Guilherme Machado

Do UOL, em São Paulo

02/08/2018 04h00

“Segundo Sol” está em um momento de muitas reviravoltas. No capítulo da última terça-feira (31), Remy (Vladimir  Brichta) descobriu o grande segredo de Karola (Deborah Secco) e usará a informação para chantagear a amante. A situação ficará tensa e levará Laureta (Adriana Esteves) a cometer mais um crime para salvar mais uma vez a pele da amiga e a dela mesma.

Mas esse será só mais um na lista da cafetina, que ao longo da novela, tem mostrado que é capaz de tudo para atingir seus objetivos. Antes de a trama estrear, espectadores já comparavam a vilã a Carminha, a malvada mais famosa de Adriana Esteves. 

Às vésperas da estreia, Adriana disse que Laureta era a professora de Carminha, e que a malvada de “Avenida Brasil” aprendeu tudo com ela.

O UOL lista cinco provas de que Laureta realmente guiou Carminha na vilania:

  • Reprodução/GShow/Segundo Sol

    Mortes na conta

    Laureta já mostrou que tem um sangue muito mais frio que Carminha. A vilã de "Avenida Brasil" nunca teve coragem de matar ninguém, e só o fez no final da novela, quando se arrependeu de suas crueldades e acabou assassinando Max (Marcello Novaes) para proteger Nina (Débora Falabella).

    Já a poderosa de "Segundo Sol" não pensou duas vezes em tentar matar Luzia (Giovanna Antonelli) no início do folhetim. Depois de apontar uma arma, ela mandou assassinarem a marisqueira dentro da prisão. Em breve, a cafetina também matará Januária (Zeca de Abreu). No estilo "Salve Jorge", ela aplicará uma injeção fatal na curandeira, mostrando que, diferente de Carminha, não hesita em eliminar quem se mete em seu caminho.

  • Reprodução/Globo

    Já fez a Nazaré

    No melhor estilo Nazaré, a sequestradora de bebê de "Senhora do Destino", Laureta também foi a grande mentora do plano para roubar o filho recém-nascido de Luzia. Juntas, ela e Karola compraram o silêncio de Januária e a convenceram a enganar Luzia, que acreditou que seu filho nasceu morto. Elas esconderam a verdade de todos durante anos, fingindo que Valentim (Danilo Mesquita) era filho de Karola com Beto (Emílio Dantas).

    Em "Avenida Brasil", Carminha também mostrou toda sua crueldade quando, depois da morte do marido, abandonou a filha dele, Rita (Mel Maia), em um lixão, chocando os espectadores. Haja maldade!

  • Reprodução/Globo

    Mestra das humilhações

    A dona do bordel também mostrou que não tem dó de nenhum de seus funcionários. A vilã torturou Rosa (Letícia Colin) física e psicologicamente, forçando-a a fazer vários programas em um só dia para saldar sua dívida e revelando aos pais da moça que ela era garota de programa. A vilã também é uma máquina de ofensas e adora humilhar os funcionários.

    Carminha também não era nenhuma delicadeza. Além de maltratar a enteada Rita, ela proferia os maiores absurdos para a filha mais nova, Ágata (Anna Karol Lannes), criticando por conta do peso em diversos momentos. Além disso, fingia ser uma esposa exemplar, mas traía o marido descaradamente pelas costas, chamando os outros membros da família de "topeiras".

  • Reprodução/TV Globo

    Amigos no submundo

    Carminha nunca se envolveu com as melhores companhias. Além de ser amante do malandro Max, ela também contratou bandidos para que armassem o seu próprio sequestro, com o intuito de arrancar dinheiro de Tufão (Murilo Benício). Além disso, ela também contava com o Padre Delano (Márcio Tadeu) como seu cúmplice.

    Mas tudo isso é fichinha perto dos tipos com os quais Laureta se relaciona. Figura conhecida do submundo de Salvador, a vilã, além de parceira de Karola e Remy, também é amiga de Galdino (Narcival Rubens), um torturador da ditadura, e de Juarez (Tuca Andrada), o chefe da família de traficantes que sequestrou Manuela (Luísa Arraes). Isso tudo sem contar os políticos corruptos de quem ela se aproximou para ampliar sua influência.

  • Reprodução/Globo

    Rainha do deboche

    Mas talvez a maior lição de Laureta para Carminha tenha sido seu jeito debochado e cínico de ser. As duas são mestras em soltar frases ácidas e venenosas e não pensam duas vezes antes de falar o que vem à cabeça.

    Laureta comemorou ao sair da cadeia: "Estou cheirando a pobreza. Tenho horror à pobreza". Carminha, por sua vez, comemorou ao sair do Divino (o bairro da periferia em "Avenida Brasil"): "Bando de suburbanos cafonas, pobres. Quero distância de pobre que pobreza pega".

    Quando se coloca os absurdos lado a lado, fica até difícil saber qual das duas soltou. Mas uma pérola que Laureta poderia ter falado para Carminha já virou até meme: "Você é pistoleira, ex-combatente, bandida. Gente como a gente não se apaixona, fecha negócio".

TV e Famosos