PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Faustão, Silvio e Ana Maria Braga: 8 apresentadores que brilharam na Record

Faustão, Silvio Santos e Ana Maria tiveram passagens marcantes na Record - Fotomontagem/Reprodução/Folhapress
Faustão, Silvio Santos e Ana Maria tiveram passagens marcantes na Record
Imagem: Fotomontagem/Reprodução/Folhapress

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

03/09/2018 04h00

Silvio Santos, Faustão e Ana Maria Braga têm mais em comum do que serem alguns dos rostos mais conhecidos da televisão. Os três tiveram passagens importantes pela Record, que comemora 65 anos em setembro.

Ao longo do mês, o "Programa do Porchat" fará uma série de entrevistas com nomes marcantes da história do canal. Ana Maria e Márcio Garcia chegaram a ser convidados, mas a Globo vetou suas participações na concorrência. Já o SBT liberou as entrevistas de Eliana e Ratinho, que também despontaram na emissora da Barra Funda.

A seguir, relembre 8 apresentadores que marcaram a história da Record. 

  • Silvio Santos

    Já pensou ver Silvio Santos atirando aviõezinhos de dinheiro para o auditório na Record? Talvez você não se recorde, mas isso já aconteceu.

    Na década de 80, quando ainda fazia parte do casting da Globo, o animador foi dono de 50% da Record em um esquema de sociedade, mas o que ele queria mesmo era ter seu próprio canal de TV.

    Após realizar seu sonho, Silvio conseguiu o feito de ver seu programa exibido tanto na recém-criada TVS quanto na Record.

    Na guerra pela audiência, todo mundo sabe que hoje ele é uma das grandes pedras no sapato na emissora de Edir Macedo, que se vê ameaçada constantemente pelo SBT.

  • Ana Maria Braga

    Com quase 20 anos à frente do "Mais Você", Ana Maria Braga só foi chamar atenção da Globo após conquistar o público na Record.

    No "Note e Anote", na década de 90, Ana Maria caiu nas graças das donas de casa com um programa feminino em que ensinava receitas e artesanato. Ao seu lado, o papagaio Louro José se tornou um dos mascotes mais queridos da televisão.

    Recentemente, a apresentadora falou de sua experiência na antiga emissora: "Eu vinha de uma história de sucesso. Eu levantei a Rede Record. Oito anos de trabalho", disse orgulhosa.

  • Faustão

    O humor escrachado e a informalidade de Fausto Silva já eram uma marca do apresentador muito antes de ele se tornar uma estrela global.

    O "Perdidos na Noite" tinha a mesma característica circense do "Domingão", que está na grade da TV Globo há quase três décadas. A atração ficou conhecida por fugir do roteiro, pelas atrações musicais e pelo jeitão desbocado do apresentador.

    O programa estreou na TV Gazeta em 1984, foi para a Record no mesmo ano e dois anos depois passou a ser transmitido em todo país pela Band, onde ficou no ar até 1988. Um dos programas mais antigos no ar, o "Domingão do Faustão" foi ao ar pela primeira na Globo em 1989.

  • Datena

    José Luiz Datena tem uma história de amor e ódio com a Record. O apresentador, que se consagrou em programas policiais, viveu uma relação tumultuada com a emissora no que parecia um eterno casamento em crise.

    Ele estreou no "Cidade Alerta" no fim da década de 90 e ajudou a popularizar o formato apresentado atualmente por Luiz Bacci, sucessor de Marcelo Rezende, morto em 2017.

    Datena passou pela Record em períodos diferentes. A última passagem, em 2011, culminou com o rompimento definitivo em uma quebra de contrato milionária que fez muito barulho à época.

    Em entrevista recente ao UOL, o apresentador lamentou que a emissora não o tenha convidado para as comemorações de aniversário. "Eu dava muita audiência para a Record, mas parece que ela se esqueceu disso. Quero que a Record morra, que se exploda!", esbravejou o apresentador do "Brasil Urgente", da Band. Leia mais

  • Ratinho

    Carlos Massa, o Ratinho, não surgiu na Record, mas foi na emissora que ele viu seu programa explodir de audiência e ameaçar a Globo em pleno horário nobre.

    O "Ratinho Livre" fez sucesso pelos barracos, os famosos testes de DNA e os casos policiais. Foi na atração, inclusive, que nasceu a dupla ET e Rodolfo, além dos bonecos Tonico e Xaropinho.

    De olho no sucesso do apresentador que bradava os maiores absurdos com seu cassetete, Silvio Santos aceitou pagar uma multa milionária para tê-lo no SBT, onde permanece até hoje.

  • Eliana

    Apadrinhada por Silvio Santos, Eliana se descobriu como apresentadora no SBT em programas infantis nos anos noventa, mas a virada na carreira só foi acontecer durante sua fase na Record.

    A ex-rival de Xuxa e Angélica fez a transição para programas adultos no "Tudo é Possível", ao entrar na briga pela audiência aos domingos.

    Quatro anos se passaram e a apresentadora retornou à antiga casa mais madura e estreou o programa com seu nome, no ar até hoje.

  • Márcio Garcia

    Depois de trilhar carreira de ator em novelas como "Anjo Mau", "Celebridade" e Caminho das Índias", ele se consolidou como apresentador.

    Embora tenha comandado o "Gente Inocente", na Globo, Marcio Garcia só conseguiu sua chance de ouro anos mais tarde na Record, no programa "O Melhor do Brasil".

    Após provar que entendia do riscado, ele voltou a fazer novelas -- novamente na Globo --, até que, dois anos atrás, ganhou novamente uma atração solo para chamar de sua, o "Tamanho Família", no ar há três temporadas.

  • Raul Gil

    Raul Gil conheceu o auge da carreira nos tempos de Record, quando seu show de calouros aos sábados chegava a bater o "Caldeirão do Huck" na Globo.

    O êxito do programa chamava ainda mais atenção porque a Record, à época, ocupada o terceiro lugar no ranking das emissoras mais vistas do país.

    Muito antes de "Ídolos", "The Voice" e "PopStar", o veterano lançou calouros que fizeram fama, como Robinson Monteiro, o anjinho, e divertindo o público com uma menina sapeca chamada Maísa Silva.

Famosos