Coluna

Ricardo Feltrin

Daniela Albuquerque: Muita gente já me pediu desculpas por falar mal de mim

Francisco Cepeda/AgNews
Daniela Albuquerque em seu novo programa, "Sensacional", na sede da RedeTV!, em São Paulo Imagem: Francisco Cepeda/AgNews
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

09/10/2017 17h08

Daniela Albuquerque está completando 10 anos de RedeTV! Começou como estagiária do extinto “Bom Dia, Mulher”, depois passou a
co-apresentar o “Dr. Hollywood .

Nascida no Mato Grosso do Sul, Daniela, 35, diz ter orgulho de sua origem humilde, e também de onde chegou hoje.

Ela diz ignorar críticas e as más-línguas, que atribuem seu sucesso ao fato de se casada com o dono da RedeTV!, Amílcare Dallevo.

“Ser casada com ele não é crítica nenhuma, porque formei uma família linda e abençoada.”

Nesta entrevista, Daniela nega que exista qualquer rivalidade com Luciana Gimenez, outra estrela da RedeTV!

“Eu já participei de todos os programas dela. E a convidei pra todos os meus. O único que eu nunca a convidei pra ir foi no ‘Dr. Hollywood’, mas somente esse ela não precisa, né?”, diz bem-humorada.

Veja a seguir a entrevista com a apresentadora do “Sensacional”, da RedeTV!

Você alguma vez pensou que aquela menina filha de vendedores de muamba do Paraguai, iria se tornar apresentadora em rede nacional?

Daniela Albuquerque - Nunca imaginei porque isso era muito distante da minha realidade. Sou de uma família muito simples, mas carrego dentro de mim muitos sonhos. Trabalho desde muito cedo, já fui babá, vendedora.... tínhamos essa barraca que comprávamos coisas do Paraguai e revendíamos.

Antes da TV você era modelo. Queria saber por que você foi estudar jornalismo…

Daniela Albuquerque - Meu sonho era ter um curso superior porque queria ser a primeira da família a ter um diploma.

Estudei direito antes de chegar ao jornalismo, mas não terminei. Escolhi o jornalismo porque vi que dentro dele tinham matérias que faziam meus olhos brilharem. Como história da arte, cinema, fotografia, entre outras, que despertaram um interesse maior.

Me formei e foi uma realização e até hoje não parei de estudar. Me formei no teatro e hoje continuo fazendo aulas de história.

Você começou como estagiária na RedeTV!, mas virou apresentadora depois que começou a namorar o Amílcare Dallevo, é isso? Como você reage e reagiu às críticas de que só ascendeu profissionalmente porque namorava (e depois casou com) o dono da emissora?

Daniela Albuquerque - Na verdade quando comecei trabalhar na RedeTV! eu já era casada com ele havia um ano.

Comecei como estagiária. Fazia reportagem de rua para o “Bom Dia, Mulher” e editava minhas próprias matérias.

Depois de um tempo fui convidada pela Mônica Pimentel – (então superintendente artística da emissora) pra fazer um piloto do “Dr. Hollywood”.

Meu crescimento dentro da RedeTV! foi gradativo. Críticas sempre irão existir. Mas ser casada com ele não é crítica nenhuma, porque formamos uma família linda e abençoada.

Você acha que a imprensa televisiva pega muito no seu pé por causa disso?

Daniela Albuquerque - No início, sim, mas isso faz parte do começo de qualquer um. Mas quando as pessoas começam a te conhecer melhor, ver que tenho seriedade no trabalho que eu faço, acabam te respeitando mais.

Muitos já me pediram desculpas por falar coisa ruins a meu respeito. Acho isso tão nobre! Nada como o tempo para mostrar quem realmente você é. Sou paciente e não tenho pressa de crescer, Tudo no seu tempo. 

Como você lida com notícias sobre sua eterna rivalidade com Luciana Gimenez?

Daniela Albuquerque - Eu só tenho rivalidade com a minha balança quando saio de férias. Não tenho isso dentro de mim, graças a Deus. 

Se não existe rivalidade, porque você não vai nunca ao programa dela e nem ela ao seu?

Eu já participei de todos os programas dela. E já a convidei  pessoalmente para participar de todos os programas que fiz.

Se ela não foi, foi por motivos de agenda. Só do “Dr. Hollywood” que não a convidei porque acho que ela não precisa (risos)! 

Seu programa mudou de dia e de conteúdo nos últimos tempos. Você conseguiu dois furos recentemente: o lutador Popó revelando que o filho era gay (e que ele, Popó,  defendia com unhas e dentes), e Lucinha Araújo revelando detalhes inéditos de sua relação com Cazuza... esses furos foram sorte ou você está focada agora em obter informações exclusivas?

Daniela Albuquerque - Descobri  que tenho um dom de  deixar os meus convidados sempre à vontade. Quando eles ficam à vontade conseguimos isso com mais facilidade.

Mas é claro que também tem muito trabalho e pesquisa por trás de tudo isso. Quando você lê o livro daquele convidado ele já se sente lisonjeado.

Sabe que você pesquisou, que você sabe tudo sobre ele. Isso é respeito. É algo que enaltece aquele artista.

Todas as entrevistas que fiz, no final, os convidados se surpreenderam com minha conduta. Vou desarmada. Isso é maravilhoso. Dizem que foi a melhor entrevista que já fizeram! Recebemos diversos e-mails dos assessores agradecendo!  Eu e minha equipe estamos muito focados. Já desarmei muitos com esse meu jeitinho sul-matogrossense de ser (risos).

Muitos veículos repercutiram as duas histórias, mas em alguns casos não deram crédito algum a você ou a seu programa. Por que você acha que isso ocorreu?

Daniela Albuquerque - Esses foram os mais recentes, tiveram outros também. Alguns veículos deram o crédito, mas outros, não. Nada disso importa quando você faz o que você ama.

Por exemplo, a “Veja” aproveitou uma pauta do nosso programa para fazer a pauta de uma das edições. Mesmo que não tenha citado o programa “Sensacional”, pra mim já vale.

Eu falo para minha psique: "Eita que a  maior revista do nosso país está pegando aspas do programa da caipira do pé roxo”  rsssss

Você acha que ainda sofre preconceito da mídia e de colegas de trabalho? Se sim, por quê?

Daniela Albuquerque - Hoje, bem menos… as pessoas tiravam conclusões antecipadas a meu respeito. Por exemplo, você, Feltrin,  já me chamou de girafa na época em que apresentei o bastidores do carnaval junto com Nelson Rubens. Agora você me solicitou para essa entrevista. Tão legal. Estou feliz por isso. Grata pelo carinho.

Eu sei que foi uma brincadeira da sua parte naquela época, porque o Nelson estava em cima do “queijo” (espécie de suporte elevatório de madeira ou fibra), porque e eu sou bem mais alta que ele.

Quando cheguei à TV as pessoas também não me conheciam. Nada como o tempo! Hoje somos uma família na RedeTV!.
 
Numa escala de 0 a 10, quando você se daria cinco anos atrás como apresentadora e quando se dá hoje?

Daniela Albuquerque - Bom, vai fazer 10 anos que estou nessa jornada. Antes dos 5 anos me daria menos 10 hehehehe. Hoje me daria 7 na apresentação e 10 no quão sou determinada, na sede que tenho de progredir.

Que apresentadora brasileira você respeita e aprende? Digo, quem você tem como exemplo?

A Hebe, sempre. Tive privilégio de tê-la como amiga e ela me deu muitas dicas.

Até hoje sinto a energia dela e acho que esse momento que vivo tem o dedinho dela lá em cima. Ela é minha madrinha.

Como me disse o humorista Gustavo Mendes num dos programas… Você tem tudo pra ser uma nova Hebe. Ela te abençoou. Fiquei emocionada!!!!

Pergunta pessoal: como é ser casada com um nerd? Porque você sabe que o Amílcare já era "nerd" antes mesmo dessa palavra existir…

Daniela Albuquerque - Sei, sim. Eu tenho tanto orgulho dele! Porque o menino que pegava ônibus, estudava de manhã, fazia cursinho no Etapa à tarde e à noite trabalhava na Sabrico para ajudar em casa..

Chegar onde ele chegou? Foi guerreiro. Menino que estudou em colégio público e entrou na primeira lista da Poli para cursar engenharia. Eu falo sempre pra ele: Você é o Steve Jobs brasileiro.

Aliás, ele se formou em Jornalismo comigo. Estudava nos meus resumos e me dava aula e ainda tirava notas melhores que as minhas, acredita?!

Ele vive no mundo das ideias. Super gênio da tecnologia. Eu até brinco que deve existir um chip dentro de mim. Porque eu penso nele e o meu telefone já toca!!!! rssssss. 

(nota: antes de comprar a RedeTV! Amílcare, que é programador, criou a empresa de tecnologia Tec Net, que o deixou rico)

Pensa em ter mais filhos?

Eu sou super maternal. Amo ser mãe. Estou super realizada com as duas princesas que tenho em casa. Filho agora é só o livro que vou lançar em breve, “Dani e Elas” (sobre maternidade).

Leia mais

GfK acabou, mas deixou de legado um ibope melhor, diz vice da RedeTV!

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops!

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Ricardo Feltrin
Topo