Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Globo nega ter proibido publicação de frames e memes na internet

Reprodução/Twitter
Nazaré Tedesco, vilã de "Senhora do Destino" (2004), vira meme mundial Imagem: Reprodução/Twitter
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

21/06/2018 17h07

Por meio de sua Central de Comunicação, a TV Globo negou nesta quinta-feira ter tomado qualquer medida para proibir a veiculação de frames (imagens) ou "memes" por internautas.

Nos últimos dois dias haviam surgido “denúncias” em redes como o twitter afirmando que a Globo estava tomando medidas “jurídico-tecnológicas” para retirar do ar imagens e até mesmo perfis que estivessem publicando ou republicando imagens da emissora sem autorização.

Isso incluiria todo tipo de imagens captadas durante a programação. 

O rumor era tal que, por exemplo, segundo as “denúncias”, a Globo estaria proibindo até mesmo o uso dos famosos “memes” de atrizes como Renata Sorrah (a Nazaré) e Glória Pires. Mentira.

Aproveitando o caso, outras TVs --como Record e ao menos uma afiliada do SBT-- passaram a fazer campanhas estimulando exatamente o contrário: que os internautas deveriam publicar memes de suas programações.

Na verdade, os pedidos de retirada de imagens por parte da Globo só estão ocorrendo em casos de flagrante violação dos direitos autorais, como ocorre quando alguém publica um capítulo de novela da emissora no YouTube, por exemplo.

Segue anota oficial da emissora:

“A Globo não solicitou a derrubada de nenhum dos conteúdos citados. A empresa tem um profundo respeito pelos seus fãs e pela maneira como se relacionam com a sua programação e trabalha todos os dias para que essa saudável dinâmica conviva com seu compromisso de defesa dos direitos autorais e de combate à pirataria.” 

Colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!