Topo

Coluna

Ricardo Feltrin

Canal Sexy Hot lança conteúdo gratuito para WhatsApp e Telegram

Divulgação
Fabiane Thompson e Angel Lima no prêmio Sexy Hot Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

23/08/2018 09h54

Maior canal erótico brasileiro, o Sexy Hot lança na próxima semana mais um produto --só que dessa vez, gratuito.

O “Grupo da Pelada” será um perfil do canal disponível em aplicativos como WhatsApp e Telegram, cujo objetivo é espalhar e compartilhar trechos de filmes pornôs, fotos, gifs que vão ao ar no próprio canal de TV.

Para a direção do Sexy Hot, hoje os usuários desses aplicativos já espalham uma infinidade de vídeos e imagens piratas, sem qualquer autorização.

“De certa forma estamos combatendo o consumo de pornografia ilegal através de vídeos legais e autorizados”, diz o Sexy Hot por meio de sua assessoria.

“Sendo o maior canal adulto do país resolvemos entrar nessa brincadeira para torná-la ao menos correta e legal”, afirma Maurício Paletta, diretor do Grupo Playboy no Brasil.

Para entrar no grupo o interessado tem de ter mais de 18 anos e vai precisar, antes de mais nada, se cadastrar no site do projeto (http://www.grupodapelada.com.br); e então deverá preencher os dados.

Além de compartilhar imagens, fotos e vídeos, o grupo também vai sortear  eventualmente promoções e distribuir cupons de degustação gratuita dos canal Sexy Hot.

O perfil estará no ar a partir do próximo dia 27 de agosto.

LEIA MAIS

45% das pessoas que veem pornô são casadas, diz pesquisa

Em 4 anos, crise derruba 20% das assinaturas de canais adultos

Siga o colunista no Twitter, no Facebook ou no site Ooops