Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Em 1 mês, Justiça manda Globo reintegrar 3º funcionário demitido

Izabella Camargo sofre com a "síndrome de burnout" - Lucas Seixas/UOL
Izabella Camargo sofre com a "síndrome de burnout" Imagem: Lucas Seixas/UOL
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

05/08/2019 09h27

A desembargadora Mariângela Argento Muraro, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, determinou à Globo a reintegração de um técnico de sistemas demitido pela emissora em julho do ano passado.

Portador da doença de Crohn, grave enfermidade inflamatória que pode atacar qualquer parte do sistema digestivo, ele vinha passando por tratamento havia quase 5 anos --tratamento todo custeado pelo plano de saúde da Globo-- até ser demitido.

A desembargadora, da Seção de Direito Individual, concedeu liminar em mandado de segurança e determinou sua recontratação.

O processo corre sob sigilo, mas a coluna obteve acesso a ele. O nome do funcionário será preservado.

A Globo acatou a decisão na semana passada e ele já recebeu novamente a carteira do plano de saúde.

Porém, o tempo que ficou sem tratamento agravou ainda mais sua condição.

No momento ele está afastado em novo tratamento e espera retornar ao trabalho nas próximas semanas.

Para a desembargadora, ficou provada a "ciência da ex-empregadora da condição instável de sua saúde", sendo necessária a intervenção da Justiça do Trabalho para a "materialização do princípio da dignidade previsto na Constituição Federal".

Três casos

É o terceiro caso de reintegração de funcionários demitidos pela Globo num prazo de cerca de um mês. Um desses casos é o da jornalista Isabella Camargo, portadora da síndrome de Burnout.

"Fui muito bem recebida, mas fiquei do lado de fora", disse Isabella ao repórter Felipe Pinheiro, do UOL.

Seu caso ainda precisa ser definido e emissora e advogados da jornalista estão em negociação sigilosa.

Um segundo caso é o de um câmera da emissora, que passou por vários programas da casa, fazia tratamento contra alcoolismo e o qual a Justiça em segunda instância também determinou a recontratação, conforme esta coluna informou com exclusividade em 16 de julho.

A Globo não comenta questões internas a respeito de funcionários.

Procurado, o advogado do funcionário reintegrado, Leandro Mazoca, não atendeu às ligações da coluna para comentar o assunto.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin