PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Ricardo Feltrin


Maisa pede ajuda a fãs para ter convidados internacionais no SBT

As irmãs Simone e Simaria participam do Programa da Maisa, no SBT - Divulgação/SBT
As irmãs Simone e Simaria participam do Programa da Maisa, no SBT Imagem: Divulgação/SBT
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

09/12/2019 00h09

A apresentadora Maisa SIlva gostaria muito que o SBT lhe permitisse trazer convidados internacionais ao seu programa aos sábados.

Ela mesmo disse, com todas as letras, num post bem-humorado ontem no twitter.

"Quando o sbt deixar kkkkk eu queria muito trazer entrevistas internacionais pro programa... talvez se vcs pedirem, eles escutam."

Ela estava empolgada porque no fim de semana apresentou uma versão ao vivo de seu programa dentro da CCXP —um dos maiores eventos de cultura pop, gamer e cinéfila do mundo.

Alguns fãs de Maisa entraram no lobby:

"A gente não tá pedindo pra vocês (SBT) deixarem, a gente tá mandando. Acelera nisso, vamos, vamos", postou Iarley.

"Danilo faz entrevistas internacionais em que a maioria do público tá dormindo. Permita a Maisa fazer também", endossou o internauta Quim, cutucando Gentili, outra estrela do SBT e que sempre recebe convidados internacionais de garbo no "The Noite" (único programa do SBT que consegue bater a Globo).

Sucesso comercial e influencer

O "Programa da Maisa" estreou em março e já nasceu um sucesso comercial, com todas as cotas vendidas.

Embora não exploda no ibope (vai até 7 pontos na Grande SP), costuma obter a vice-liderança e tem o mais raro dos públicos da TV aberta em 2019: jovens. Seu parceiro de programa é o humorista Oscar Filho e a química é muito boa entre ambos.

Maisa fez até a Record mexer em sua grade, colocando fofocas e filmes para combatê-la. Não é pouca coisa.

Nota da coluna: Atenção, SBT! Tragam atrações internacionais pra Maisa entrevistar!

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook e site Ooops

Ricardo Feltrin