PUBLICIDADE
Topo

TV Paga: Com Oscar, TNT bate recorde e encosta em canais abertos

O diretor sul-coreano Bong Joon Ho, o grande vencedor do Oscar 2020 com o filme "Parasita" - Getty Images
O diretor sul-coreano Bong Joon Ho, o grande vencedor do Oscar 2020 com o filme "Parasita"
Imagem: Getty Images
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

12/02/2020 00h09

Com a transmissão do Oscar 2020, no último domingo, o canal TNT teve um recorde de audiência, segundo dados exclusivos obtidos pela coluna. O grande vencedor da noite foi o filme sul-coreano "Parasita".

No universo nacional da TV paga, o canal (que integra o conglomerado Turner) marcou 3,32 pontos entre 22h e 1h36 com a transmissão ao vivo do Oscar —desde a chegada das celebridades ao tapete vermelho até as premiações.

O índice foi 12% maior que o registrado na festa em 2019, que por sua vez já havia sido superior à de 2018.

Nessa medição chamada payTV,, feita pela Kantar Ibope Media, cada ponto equivale a cerca de 94 mil domicílios sintonizado nas 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil..

Por mais de três horas e meia, o TNT foi o quarto canal mais visto na TV paga, atrás apenas dos canais abertos Globo (15 pontos), SBT (3,56) e Record (3,53).

Ou seja, por cerca de 2,5 décimos de ponto de ibope o feito não teria sido ainda maior, e o TNT teria atingido a vice-liderança, só atrás da Globo (que só passou a exibir a premiação por volta da 0h).

Para efeitos de comparação, um clássico do futebol brasileiro ou um de Libertadores na TV paga costuma registrar 7 pontos em canais como SporTV e Fox Sports.

No tapete vermelho o canal escalou Carol Ribeiro e Hugo Gloss. A cerimônia teve comentários de Aline Diniz e Michel Arouca.

O TNT também espalhou a cobertura para suas redes sociais e no YouTube."As redes sociais deram outra vida ao evento, fazendo a imersão do espectador ser muito mais significativa", disse Silvia Elias, diretora de conteúdo do TNT.

Ricardo Feltrin no Twitter, e site Ooops

Ricardo Feltrin