PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

"Sou contra falar que é normal", diz Patrícia Abravanel sobre relação gay

No "Programa Silvio Santos", Patrícia Abravanel dispara: "Eu não sou contra o homossexualismo, mas sou contra falar que é normal" - Rafael Cusato/SBT
No "Programa Silvio Santos", Patrícia Abravanel dispara: "Eu não sou contra o homossexualismo, mas sou contra falar que é normal" Imagem: Rafael Cusato/SBT

Do UOL, em São Paulo

09/05/2016 00h00Atualizada em 09/05/2016 13h07

Patrícia Abravanel disse ser contra tratar a homossexualidade como algo "normal" no "Programa Silvio Santos" deste domingo (8). Na atração, Silvio disse ter assistido recentemente ao filme "Carol", que recebeu cinco indicações ao Oscar 2016, e que não gostou da história de amor entre duas mulheres.

Depois de falar de sua frustração com o filme estrelado por Cate Blanchett, o apresentador perguntou aos participantes do quadro "Jogo dos Pontinhos" se eles eram "contra ou a favor de duas mulheres se amarem como se fossem um casal".

Na vez de Patrícia responder, Silvio brincou ao chamá-la de carola. A apresentadora, que é evangélica, disse que não queria relacionar religião com a sua opinião.

"Li numa revista que um terço dos jovens se relaciona com pessoas do mesmo sexo. Eu acho muito um terço, mesmo sem saber se a opção deles é real. Eles experimentam", disse ela. "Acho que o jovem é muito imaturo para saber o que quer. A gente tem que firmar que homem é homem e mulher é mulher. Acho que não é legal ser superliberal", declarou.

Em seguida, a filha de número quatro do dono do SBT citou o filho, Pedro, de 1 ano, a fim de exemplificar sua opinião. "Que Pedro? O meu neto? Não fala isso aqui", disparou Silvio.

"Acho que a gente tem que ensinar para o jovem de hoje que homem é homem e mulher é mulher. E se por acaso ele tiver alguma coisa dentro dele que fale diferente, aí tudo bem. O que está acontecendo é que estão falando que tudo é bonito e o jovem acaba experimentando coisas que pode vir a se arrepender depois", explicou Patrícia.

Ela continuou, dizendo que seu pai estava fazendo "propaganda indireta" ao assunto e emendou: "Eu não sou contra o homossexualismo [sic], mas sou contra falar que é normal. Eu vou pegar mulher agora e vou experimentar. Principalmente para o adolescente. E outra, mulher com mulher não é tão legal assim. Não tem aquele brinquedo que a gente gosta bastante". 

Em São Paulo, principal praça de audiência para o mercado publicitário, o "Programa Silvio Santos" marcou 10 pontos de média e pico de 13. Cada ponto equivale a 69 mil domicílios na capital paulista. 

"O mundo é livre"

Primeira a responder a pergunta polêmica de Silvio, Lívia Andrade disse que não assistiu a "Carol", mas afirmou não ver problema em uma relação entre duas mulheres.

"Acho bonito quando duas mulheres se amam como duas mulheres. Sou a favor porque o mundo é uma coisa livre. Cada um escolhe o que quer, opção sexual, religião, e o que vai fazer da vida. Cada um com seus problemas e as pessoas tem que respeitar as escolhas", declarou.

Patrícia pede desculpas

Nesta segunda-feira, Patrícia disse em sua conta do Instagram que foi mal interpretada e se desculpou pelas declarações polêmicas.

Ela usou uma imagem de coração e, na legenda, explicou: "Peço desculpa se ofendi alguém ontem no Jogo dos Pontinhos. Dei apenas minha opinião mas fui mal interpretada. Sou a favor do amor do respeito e da tolerância. Mais uma vez peço desculpas".

Reações nas redes sociais

As declarações da filha de Silvio Santos rapidamente repercutiram nas redes sociais. No Twitter, internautas emplacaram nos assuntos mais comentados as hashtags #AnormalÉTeuPreconceito e #Patrícia Abravanel. 
 
"Patrícia Abravanel, você poderia dormir sem essa", falou um tuiteiro. "Dizer que não tem nada contra, mas não acha normal, é ser preconceituoso sim!", criticou outro. 
 
Internautas, inclusive homossexuais, não perdoaram a apresentadora do "Máquina da Fama" e, no Instagram dela, manifestaram indignação. No último post de Patrícia, uma enxurrada de ofensas foi publicada contra ela.  
 
"Decepcionado com sua opinião em rede nacional! Perdeu milhares de fãs", falou um seguidor. "Espero que você abra mais a cabeça e entenda que podemos coexistir sendo diferentes. Você nos magoou profundamente. Tão bonita e foi tão infeliz e pobre nos comentários", lamentou outro. 
 
Já outra parte do público saiu em defesa da herdeira Abravanel, dizendo que ela tem o direito de expressar sua opinião. "Hoje em dia a pessoa não pode ter mais opinião. Tudo é preconceito", disse uma fã. "Minha gente, ela não foi preconceituosa em nada... Vamos aprender interpretar mais as coisas", escreveu outra. "Quer dizer que a Patrícia Abravanel não pode ter a opinião dela? Desde quando existe a Lei contra opinião própria?", afirmou uma tuiteira. 

TV e Famosos