TV e Famosos

Autor comemora sucesso de "Liberdade, Liberdade": "O público é inteligente"

Reprodução/Gshow
André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira) transaram em "Liberdade, Liberdade" Imagem: Reprodução/Gshow

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

04/08/2016 07h00

Autor de "Liberdade, Liberdade", Mario Teixeira está satisfeito com o desempenho de sua primeira novela das onze, que termina nesta quinta-feira (4). O penúltimo capítulo marcou 22 pontos na Grande São Paulo, recorde às terças, quando vai ao ar mais tarde. "Tivemos muito carinho e dedicação, e o resultado final mostra o esforço e talento de todos os envolvidos", comemora.

Na reta final, a novela também registrou audiência superior à de "Verdades Secretas", de Walcyr Carrasco, antecessora no horário. Por causa do sucesso, a Globo lançará uma continuação apenas na internet, assim como fez com "Totalmente Demais", trama das sete. O spin-off contará a história do bandoleiro Mão de Luva (Marco Ricca).

"Sobre 'Verdades Secretas', só me orgulho com uma possível comparação, mas são histórias muito diferentes. O meu desejo desde o início foi que o público se envolvesse na história desta mulher tão forte, justa e à frente do seu tempo. Uma verdadeira guerreira, que tem a sua luta, claro. Mas que também aprendeu a driblar algumas surpresas que o seu coração lhe reservou", afirma.

Marcello Sá Barretto e Felipe Assunção /AgNews
Lilia Cabral, Mario Teixeira e Maitê Proença Imagem: Marcello Sá Barretto e Felipe Assunção /AgNews
Violência e sexo

"Liberdade, Liberdade" impressionou os telespectadores pela violência (até um pênis foi decepado) e, como em "Verdades Secretas", pelas cenas de sexo. A inédita transa entre dois homens em uma novela, por exemplo, protagonizada por André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira). O autor elogia a inteligência do público para assistir às cenas polêmicas.

"O mais importante é ressaltar que o público é muito inteligente e, com boas histórias e personagens humanos e verdadeiros, podemos explorar qualquer assunto. A novela desde o início se dispôs a contar temas de intolerâncias e preconceitos da época, os diferentes tipos de pessoas e questões de cada um, seja de gênero, raça ou econômica."

Mario Teixeira entrou em "Liberdade, Liberdade" com a produção em andamento, após a Globo afastar Marcia Prates, que assina o argumento da novela. O novelista, que foi chamado logo após finalizar "I Love Paraisópolis", diz não ter encontrado dificuldades para dar sequência a um trabalho já iniciado.

"A minha responsabilidade como autor é primordialmente com o público. E não mudou muita coisa em relação ao trabalho em si, é só outro formato de criação, em que eu desenvolvi o argumento da Marcia Prates. A história propriamente dita está saindo da minha cabeça e das minhas mãos", explica.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais TV e Famosos

Topo