Televisão

Minhas férias em Acapulco: A vez em que me senti em um episódio de "Chaves"

Montagem/Reprodução/Jaiane Valentim/Arquivo pessoal
A praia de Acapulco em que Chaves cantou "Boa noite, vizinhança", em 1977 (à esquerda) e atualmente Imagem: Montagem/Reprodução/Jaiane Valentim/Arquivo pessoal

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

05/05/2017 04h00

Para onde Chaves viajou nas férias? Não é preciso ser fã da série para saber, já que o SBT reprisa há décadas a viagem da turma para Acapulco, cidade litorânea do México. Inspirado no episódio que completa 40 anos em 2017, escolhi o mesmo destino para curtir as minhas férias, inclusive o hotel em que o elenco de "Chaves" se hospedou.

Quatro décadas depois, o hotel está um pouco diferente do que aparece na TV, começando pelo nome (Emporio, e não Continental). A entrada foi ampliada, com duas rampas e uma porta grande de vidro no centro. Eu me senti como o próprio Chaves ao ver a famosa porta giratória. Rodei como se não houvesse amanhã!

Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal
Porta giratória do hotel em Acapulco onde foi gravado "Chaves", em 1977 (à esquerda) e atualmente Imagem: Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal

Imitar as cenas de "Chaves" e "Chapolin" no hotel está no instinto de quem gosta da série. É como se estivéssemos participando do clássico episódio gravado há 40 anos. A maioria dos fãs que frequentam o local vem do Brasil. Não vi nenhum brasileiro no dia em que me hospedei, mas funcionários contaram que sempre marcamos presença no hotel repetindo as cenas e os bordões do programa. Ali comprovei que os brasileiros gostam mais de "Chaves" do que os próprios mexicanos.

Fiquei no 13º andar, em um quarto com vista para o oceano, praticamente a mesma que Chaves e Sr. Barriga tiveram do quarto deles. Foi automático lembrar a cena em que Chaves olha impressionado para o mar pela primeira vez. "Veja só que grande quantidade de água", disse Sr. Barriga. "E debaixo tem mais!", completou Chaves, na maior ingenuidade.

Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal
Piscina rasa do hotel em Acapulco onde Quico nadou em "Chaves", em 1977 (à esquerda) e atualmente Imagem: Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal

A piscina em que a Bruxa do 71 salvou Seu Madruga (Edgar Vivar, o Sr. Barriga, revelou um segredo sobre esta cena no "The Noite") também mudou e foi dividida. O trampolim onde Chaves se equilibrou de ponta-cabeça e Chapolin desmaiou ao ser beijado por Sophia Coren (Florinda Meza), por exemplo, não existe mais. No lugar, foi instalado um escorregador usado pelas crianças. Na parte rasa, imitei uma cena clássica: Quico "nadando" após quase se afogar.

Paulo Pacheco/Arquivo pessoal
Suposto "barril do Chaves" é uma das "lendas" do hotel em Acapulco onde a série foi gravada Imagem: Paulo Pacheco/Arquivo pessoal
O restaurante onde Sr. Barriga disse que levaria Chaves para comer existe e fica entre duas piscinas. Peixes e mariscos são o carro-chefe, mas o que me interessou não foram os frutos do mar, mas um item raro do programa. Segundo funcionários, um barril usado na série foi deixado no local. Fui apresentado e me espantei ao ver o suposto barril do Chaves servindo de apoio para um fogão e uma fritadeira. Aparentemente, o objeto virou "lenda" no hotel.

O quarto onde Chaves e Sr. Barriga dormiram estava ocupado quando cheguei ao hotel. Entre uma saída e outra, porém, consegui entrar no lugar "sagrado" para os fãs da série. Eu me senti vendo Chaves dormir cansado, depois de passar a tarde correndo atrás de Quico na praia. Os móveis de madeira e a varanda deram ainda mais o tom nostálgico da visita. A emoção foi inevitável.

Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal
Quarto onde Chaves dormiu em Acapulco, em 1977 (à esquerda) e atualmente Imagem: Montagem/Reprodução/Arquivo pessoal

Palco de cenas inesquecíveis de "Chaves" e "Chapolin", a bela praia de Acapulco marcou a despedida das férias ao som de "Boa noite, vizinhança", música de Roberto Gómez Bolaños interpretada pelos personagens ao redor de uma fogueira antes do anoitecer. Neste mesmo pôr do sol, realizei um sonho. Repeti a pose de Chaves, com direito ao gorrinho do personagem e as mãos para trás, e cantei a música que fez a minha felicidade e a de milhares de fãs no mundo.

Não sei se um dia voltarei para o México, nem sei se viajarei para cidades e países mais desenvolvidos, mas tenho certeza de que minhas férias em Acapulco foram as melhores da vida!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Colunas - Ricardo Feltrin
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
Topo