Famosos

Ex-Polegar paga parte de dívida de pensão e é liberado pela polícia

Reprodução/TV Record
Ricardo Costa Imagem: Reprodução/TV Record

Do UOL, em São Paulo

27/06/2017 18h04

O ex-Polegar Ricardo Costa, que foi preso nesta terça (27) pelo não pagamento de pensão alimentícia, foi liberado da Delegacia de Investigação de Taubaté, no interior de São Paulo.

Ele pagou uma parte do que devia segundo informou ao UOL o advogado de sua ex-mulher, Hélio Barbosa.

"Ele pagou [o valor que corresponde a] 70% do salário mínimo e mais R$ 500 do acordo [relativo à terceira parcela do mês de junho]", disse o advogado. 

A dívida da pensão de Costa para seu filho de 9 anos estava em R$ 13.500 e que, segundo acordo, deveria ser paga em 27 parcelas de R$ 500. "Como não tinha sido paga, pedimos a prisão dele", explicou.
 
Barbosa, no entanto, diz que pretende pedir ao juiz que determine novamente a prisão do ex-Polegar na quarta-feira. 
 
Ele explicou que Costa se propôs a quitar a dívida se vendesse o ônibus que usava como food truck, avaliado em cerca de R$ 110 mil, mas isso não ocorreu. 
 
"Vou pedir a prisão dele de novo porque ele já se desfez do ônibus, que era uma garantia de pagamento de todas as parcelas da dívida", afirmou o advogado. 
 
"Está muito abalado"
 
O advogado de Costa, Renato Gotuzo Germano, chegou a Taubaté no início da tarde para trabalhar no caso. Em conversa com a reportagem, ele afirmou que Costa diz ter pago as parcelas da dívida e nega que o ônibus tenha sido vendido. 
 
"Ele se comprometeu a levar os comprovantes [de pagamento] à Justiça. Creio que ele não fez isso, mas segundo eles os pagamentos estão todos feitos", afirmou.  
 
Germano, que pediu um contra mandato de prisão, disse que o ex-Polegar estava muito assustado. "Ele estava apavorado, em condições precárias. Ele não tem condições", disse. Ele falou, ainda, que pretende pedir uma revisão do valor da pensão. "Ele não tem mais condições. Ele vive uma outra realidade hoje", declarou. 
 
Ele também lamenta que Costa não tenha recebido ajuda de Rodrigo Faro, que entrevistou o ex-Polegar sobre o drama financeiro que ele estava passando para seu programa na Record TV. 
 
"Segundo palavras do Ricardo, ele [Rodrigo Faro] se comprometeu a ajudá-lo para amenizar a situação", disse.
 
Problemas financeiros

Em abril, Ricardo Costa, que é pai de quatro filhos, admitiu que estava passando por dificuldades financeiras e que já acumulava dívidas com bancos, padarias, pensões e amigos. Devido aos inúmeros problemas, o músico pediu ajuda ao programa "Hora do Faro", da Record: "Antes que eu cometa alguma loucura ou até mesmo o suicídio".

Na época, ele contou que corria o risco de ser preso pelas dívidas de pensão e que havia colocado o ônibus à venda. "Estou vendendo para honrar as dívidas, mas principalmente as duas pensões. Eu já fui intimado e a qualquer momento eu posso ser preso". 

Em 2014, Ricardo Costa já havia pedido ajuda financeira para os amigos por meio de sua página, no Facebook, sob a justificativa de que seria despejado da casa onde morava em Taubaté, no interior de São Paulo.

Ele arrecadou cerca de R$ 1.120, recebeu outros R$ 3 mil de amigos próximos e pagou o aluguel de R$ 1.700 da casa em que vivia sozinho, com três quartos e piscina, além das contas de água e luz.

Após o episódio, Ricardo resolveu colocar a mão na massa e novamente usou a rede social, desta vez, para divulgar que estava vendendo tortas de frango e goiabada mais um suco de maracujá por R$ 15.

Na época, ele recebeu ajuda de programas de televisão, mas voltou a passar por dificuldades, recentemente.

Polêmicas do ex-"Polegar"

Em agosto do ano passado, Ricardo foi manchete em páginas policiais depois de ser supostamente agredido com um pedaço de pau pelo cunhado, Carlos Augusto Santos Magro.

Na ocasião, o músico contou que foi atacado pelas costas enquanto trabalhava em seu food truck, em Taubaté, no interior de São Paulo, e que o motivo da briga seria um comentário que Ricardo fez sobre o sobrinho de Magro.

O ex-"Polegar" foi socorrido e internado em coma nove dias no Hospital Regional de Taubaté. Foram, segundo ele, 112 dias sem trabalhar e lotado de dívidas.

Fenômeno musical

Ricardo Costa é um dos cinco ex-integrantes do grupo "Polegar", sucesso entre as adolescentes entre 1989 e 1997. Em 2004, no auge da onda revival dos anos 1980, o grupo retomou brevemente as atividades, com três  integrantes da formação original.

Em 2014, os ex-integrantes --Marcelo Polegar, Alan Frank Schlang, Rafael Ilha, Ricardo Costa e Alex Gill-- voltaram a se reunir para gravar um DVD ao vivo, em comemoração aos 25 anos da banda.

Ricardo Costa chegou a alfinetar publicamente os ex-colegas por ter sido o único integrante não convidado para este projeto. 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
do UOL
TV e Famosos
Topo