Topo

Televisão

Reality da Record tem desmaio de fome, bate boca e ameaças de agressão

Reprodução/RecordTV
Participantes passam mal no reality "A Casa", da Record Imagem: Reprodução/RecordTV

30/06/2017 08h49

No segundo episódio do reality show "A Casa", da Record, dois participantes passaram mal e uma equipe médica foi chamada às pressas para realizar o atendimento. Flávia e Vinny (imagem) desmaiaram por não se alimentarem bem devido às restrições impostas pelo jogo de resistência. Ambos passam bem, mas Vinny deixou o programa "por questões de saúde".

"Devido a questões de saúde, o participante Vinny está fora da competição, guardem os pertences dele e deixem na varanda", se limitou a dizer a produção.

Em "A Casa", 100 participantes estão confinados em um imóvel de 120 m², com objetos e móveis para comportar até quatro pessoas. Só existem quatro camas, quatro toalhas, e alimentos e itens de higiene limitados, como papel higiênico para este número de moradores.

No programa desta quinta (29), a falta de consenso provocou muito bate boca, disputa de egos e ainda a troca de ameaças de agressão entre dois jogadores. Miguel não gostou quando Júnior --batizado como o "dono da casa", o líder da semana-- anunciou que iria limitar a quantidade de comida. "Só não vou bater na sua cara porque isso é motivo para eliminação", gritou Miguel.

Além de Vinny, o programa contou com a desistência da advogada mineira Ellen (que optou por priorizar a sua saúde) e a eliminação de Lauriane, a primeira do jogo, feita pelo "dono da casa" sob a justificativa de "dificuldades na convivência".

Agora restam no jogo 93 competidores, que disputam o prêmio final de R$ 1 milhão.

 

Investigação no Ministério Público

O Ministério Público Federal de São Paulo abriu inquérito para investigar o reality show "A Casa", da Record, após denúncias de telespectadores por violação de direitos humanos.

A emissora disse ao UOL que até o momento não recebeu nenhuma notificação. A assessoria do MPF confirmou que foi instaurado inquérito civil pela Procuradoria da República em São João da Boa Vista, interior de São Paulo, para apurar o desrespeito ao fundamento constitucional de dignidade da pessoa humana, entre outros pontos.

O procedimento ainda está em fase de coleta de informações.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!