Topo

TV e Famosos

"Jeizeca é o casal mais improvável do mundo", diz Marco Pigossi

Mauricio Fidalgo/TV Globo
Zeca (Marco Pigossi) e Jeiza (Paolla Oliveira) em "A Força do Querer" Imagem: Mauricio Fidalgo/TV Globo

Colaboração para o UOL

12/07/2017 15h50

Marco Pigossi falou sobre o triângulo amoroso de "A Força do Querer", a torcida do público e o lado machista de Zeca, no "Video Show" desta quarta-feira (12). O ator confessa que demorou a compreender a "shippagem" que as pessoas fazem na internet com os nome das personagens, formando os casais "Jeizeca" e "Rizeca".

"Estou acompanhando e morrendo de rir, não entendo nada dessas coisas. Esses dias li "Pagossi" e falei: 'meu nome é Pigossi, não Pagossi".A  Paolla (Oliveira) me explicou: 'não, besta, estão colocando nossos nomes juntos'". Desde então ele vê o que o telespectador espera. "Adoro ver os comentários, é um retorno imediato e fundamental".

No momento a torcida para que Jeiza e Zeca fique junto é mais forte. "Jeizeca é um casal fora do comum romântico de novela, é meio gato e rato. É o caminhoneiro machista com a policial lutadora de MMA, são as coisas mais improváveis do mundo de darem certo. Essa brincadeira de gato e rato é que torna divertido, bacana de ver", analisa.

Reprodução/Globo
Zeca (Marco Pigossi) segura Ruyzinho em "A Força do Querer" Imagem: Reprodução/Globo

No entanto, Ritinha (Isis Valverde) não está fora do páreo. "Tem essa coisa do encanto da sereia. A presença da Ritinha perturba ele de alguma maneira, pois eles cresceram juntos. Ela tem esse poder de encanto em cima dele. que fica desconcentrado, desconcertado na frente dessa mulher. Começou como Rizeca, a história foi andando e virou Jeizeca. O futuro, à Glória [Perez, autora] pertence".

Machismo

Pigossi conta que se surpreende com o texto que recebe. "Fico chocado, mas é interessante a gente tratar disso em uma personagem. Não defendo nem tento lutar contra. O Zeca é machista, a Glória escreve para isso e a gente tem que chamar a atenção. Eu, como Marco, condeno, mas tenho que fazer ele machista. Às vezes as pessoas nem identificam o machismo em si, mas dizem que ele está irritando, que não gostam dele".

Pai na ficção

O ator se derrete ao falar das cenas em que faz com a criança que vive Ruyzinho na trama - como no capítulo de terça (11) em que o segurou no colo. "É demais esse neném, é uma loucura gravar com ele, estou amando. Quando pego, ele dorme, capota no meu ombro".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos