Famosos

Gretchen convoca pais e mães para movimento contra "cura gay": "Palhaçada"

Francisco Cepeda/AgNews
Gretchen Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Colaboração para o UOL

19/09/2017 10h24

A cantora Gretchen não gostou nada da decisão polêmica da Justiça do Distrito Federal, que concedeu na tarde de segunda-feira (18) uma liminar permitindo que psicólogos do país ofereçam terapias de "reversão sexual" a homossexuais, tratamento proibido pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) desde 1999.

Em seu Instagram, ela gravou um vídeo convidando pais e mães de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros para um movimento contra o que ela considera ser um tratamento ridículo.

"Então quer dizer que esses palhaços do governo, que querem vender a Amazônia, agora inventaram que homossexualidade é doença? Ok. Eu tô morando fora do Brasil mas agora em outubro eu estou de volta. E olha, quero convidar todos vocês, pais e mães de homossexuais, como eu, trans, bissexuais, a fazerem um movimento contra essa palhaçada do governo e não permitir que os nossos filhos sejam submetidos a uma ridicularidade dessas. Então estou convidando os pais que venham junto comigo para uma campanha contra essa palhaça dessa lei. Cuidar do que deve ser cuidado eles não querem, mas inventar essas palhaçadas eles querem, né? Então tô indo para aí para a gente fazer esse movimento", falou ela, que é mãe de Thammy Miranda, transexual que também luta pelos direitos iguais no Brasil. 

Depois, Gretchen fez piada com a decisão postou um atestado médico – de mentira, claro -, dizendo que seus empresários Bruno Thenner e Michael Kruse estão com "enfermidade gay" e, por isso, devem ficar de licença. "Meu Deus. O q eu vou fazer agora? Meus empresários acabaram de me enviar esse atestado médico. Fiquei sem empresários. Estão doentes mesmo", escreveu Gretchen. Os empresários da cantora entraram na zoeira. "É isso mesmo, oficialmente estamos de atestado", disseram eles.

Vários famosos também fizeram questão de demonstrar irritação com a decisão. "Pais, não obriguem seus filhos a procurarem cura pra uma doença que não existe, baseados neste fato político. Essa busca interminável sim pode deixa-los realmente doentes", escreveu Anitta."Pessoas, pensem sobre o que é esse equívoco, absorvam a coragem e a luta dos homossexuais e apliquem às suas mofadas e inertes vidas. Tentem que vocês talvez possam ser felizes também", protestou Ivete Sangalo. "Não somos doentes", resumiu Pabllo Vittar.

 

Pais e mães. Nós não podemos permitir isso.

Uma publicação compartilhada por Gretchenoficial (@mariagretchen) em

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo