Topo

TV e Famosos

Débora Falabella comenta desfecho de Irene: "Não acho que merecia a morte"

Mauricio Fidalgo/TV Globo
Débora Falabella é Irene em "A Força do Querer" Imagem: Mauricio Fidalgo/TV Globo

Do UOL, no Rio

18/10/2017 10h45

Aos olhos do público, Irene (Débora Falabella) teve seu castigo por todos os crimes que cometeu ao longo de "A Força do Querer". Para sua intérprete, no entanto, a morte da personagem, no capítulo da última terça-feira (17), não era bem o que ela desejaria para a personagem.

"Eu, como intérprete da Irene, tenho que defendê-la, eu não acho que ela merecia a morte. Acho que toda morte no final de uma história para uma vilã é sempre algo espetacular, é fechar um ciclo de uma história, mas merecer a morte eu não acho que merecia", afirma a atriz, em entrevista ao UOL.

Na trama da Gloria Perez, a arquiteta, ainda sob o nome de Solange, assassinou o primeiro marido de Elvira (Betty Faria) e roubou seu dinheiro. Depois, seduziu Eugênio (Dan Stulbach), provocou sua separação de Joyce (Maria Fernanda Cândido) e passou a perseguir o empresário depois que ele decidiu terminar o caso com ela. Até barriga falsa a vilã usou, depois de sofrer um aborto espontâneo, para conseguir dinheiro do ex-amante.

"A gente teria que entender um pouco os motivos dela para ter feito o que fez durante essa história e isso não foi mostrado. Mas, com certeza, alguma questão ela tem", afirma Débora.

Reprodução/A Força do Querer/GShow
Irene é atirada no poço de um elevador Imagem: Reprodução/A Força do Querer/GShow

"Estou sabendo igual a vocês, espectadores da novela. Na verdade eu não sei se tem tanta importância na trama, o importante é que muita gente torceu por isso, muita gente adorava odiar a Irene", comemora a atriz.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos