Topo

Famosos

PM diz que não fez escolta para Madonna em morro: "Apareceu de surpresa"

Reprodução/Instagram
Madonna posa com policiais armados no Morro da Providência, no Rio Imagem: Reprodução/Instagram

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

26/10/2017 12h54

Em meio ao caos da violência no Rio, que resultou nesta semana na morte de uma turista espanhola na Rocinha, Madonna visitou o morro da Providência, na zona portuária da cidade, na quarta-feira (25). Ela publicou uma foto em seu Instagram ao lado de policiais armados da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da favela.

No mesmo dia, criminosos atiraram contra policiais durante patrulhamento na região conhecida como Pedra Lisa, perto da comunidade que Madonna visitou. De acordo com a corporação, "não houve revide por parte dos policiais e nenhum socorro a morador".

Veja também:

A Polícia Militar do Rio também postou a foto em seu Twitter oficial, que recebeu muitas críticas, incluindo a de Vera Gimenez, mãe da apresentadora Luciana Gimenez.

"Mais uma cretina querendo ver as nossas mazelas", escreveu Vera.

Um internauta respondeu: "Ridícula, pensa que a favela é lugar para aparecer daquela maneira. Roupa risível", disse ele. Madonna usou uma roupa camuflada durante a visita.

"Horrível  o que  ela tem na cabeça?", respondeu Vera.

A mãe de Luciana ainda fez outras críticas: "Eles adoram ver a miséria e incompetência dos nossos governantes".

Acompanhada do artista francês JR, a cantora visitou um projeto social, a Casa Amarela, que fica no topo da comunidade. De acordo com o soldado Sávio Resende, da Comunicação da UPP da Providência, a cantora apareceu de surpresa e foi ela que pediu uma foto com os policiais.

"Ela apareceu de surpresa, não tirou foto com ninguém. Quando ela estava descendo da Casa Amarela, ela pediu para tirar uma foto com os policiais, que estavam baseados ali. Ela ficou 40 minutos no centro cultural na parte alta da comunidade, depois, parou ao lado dos policiais e pediu uma foto com eles", disse ao UOL.

Madonna visitou o espaço, que tem uma exposição fotográfica permanente e cursos de artes, cinema e teatro.

Ela não atendeu aos inúmeros pedidos de fotos dos moradores da região. "Ela estava bem a vontade, fazendo uma visita com o francês, que comprou a Casa Amarela para o projeto que existe há quase 10 anos".

O policial afirma que no morro tem ocorrido "confrontos sazonais".

"O policiamento na comunidade se encontra com apoios. Não é como acontece na Rocinha e Tabajaras. Foi uma escolha dela ir até lá, o 'baseamento' estava na comunidade para garantir a segurança dos moradores e dela. Não teve nada exclusivo para ela. Ela estava com segurança particular, bem escoltada", disse Sávio.

Madonna, que veio ao Brasil para o casamento do seu empresário Guy Oseary com Michelle Alves, deixou o Rio com a família na noite de quarta-feira.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!