Topo

TV e Famosos

"Quando vi a cena, vibrei", diz Érika Januza sobre volta por cima de Raquel

Cesar Alves/Globo
A atriz Erika Januza Imagem: Cesar Alves/Globo

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

30/11/2017 04h00

Érika Januza é só orgulho com Raquel, sua personagem em "O Outro Lado do Paraíso". Após ser humilhada na primeira fase, ela terá uma reviravolta no novo momento da novela de Walcyr Carrasco. A personagem que sofreu ofensas racistas da patroa Nádia (Eliane Giardini) aparece como juíza após a passagem de tempo.

"Estou adorando. Está bem no início ainda, já estou gravando. Mas já adianto que ela é uma peça importante para ajudar a Clara [Bianca Bin] neste retorno. Dona Nádia vai ter um piripaque, é uma cena que amo, quando vi, vibrei. Geralmente, a personagem vai sofrendo até o final para ter seu momento de glória. Fui muito feliz do Walcyr fazer isso já. Em 30 e poucos capítulos veio a segunda fase. Ela foi humilhada e volta exaltada, estudada, vai ter tempo para poder mostrar isso. Não foi só um final feliz, é o início de trama feliz. Achei um empoderamento em rede nacional", comemora.

No capítulo desta quinta-feira (30), Nádia decide fazer um jantar de boas-vindas para a nova juíza que irá trabalhar com o marido, Gustavo (Luis Melo). Ela será surpreendia e desmaiará ao dar de cara com Raquel anunciando: "Eu sou a nova juíza".

Nas ruas, a atriz ouviu uma torcida para que sua personagem desse a volta por cima e que ela e Bruno (Caio Paduan) fiquem juntos. Ele ficará fascinado ao rever a amada reaparecendo poderosa como juíza.

"Estou muito surpresa com a repercussão que está tendo. As pessoas comemoram por ser uma juíza, por ter uma representatividade, várias mensagens de pessoas que se inspiram de acreditar que podem, sim, ter uma mudança na vida e pelo estudo também. É tão legal a novela ter um entretenimento, mas ter um papel social também. Não só na minha trama, mas na da Clara, que é uma trama pesada, e a pessoa que está em casa e passa por aquilo e vê na tela, 'Denuncie', isso pode bater no coração de alguém", comenta.

Assim como na novela, Erika disse que já sofreu com o racismo em relacionamentos e comentou o triste episódio envolvendo Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, depois que a socialite Day McCarthy publicou um vídeo no Instagram com ofensas contra a menina de 4 anos

"Não sei o que passa na cabeça de uma pessoa. Assisti ao vídeo e não dá para entender, você sente que ela fala aquilo com propriedade... Isso é uma doença. Foi uma pessoa que se pronunciou. O pior são aquelas outras que têm isso guardado e a gente não sabe. Fica soltando esse veneno. Uma coisa é você ir para a mídia, outra são aquelas que soltam o veneno diariamente, as pessoas que sofrem isso todos os dias e, às vezes, não têm a sabedoria, porque é uma coisa que cala. É tão impactante, que você não tem uma reação", disse.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais TV e Famosos