Topo

Famosos

Branka Silva, ex do cantor Naldo, manda recado: "Acho bom não me ameaçar"

Reprodução/instagram/brankasilva
Branka Silva, ex do cantor Naldo Imagem: Reprodução/instagram/brankasilva

Colaboração para o UOL

12/12/2017 17h42

Branka Silva, ex-mulher do cantor Naldo, usou sua conta no Instagram nesta terça-feira (12) -- um dia depois de participar do "Superpop", da Rede TV!, e comentar a prisão do cantor por agredir Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho -- para mandar um recado. Na postagem, a produtora diz que tem muito mais a revelar.

"Acho bom não me ameaçar nem jogar meu filho contra mim, porque se eu abrir a minha boca de verdade te enterro de vez. Você realmente precisa se tratar parar de manipular as pessoas. Olha o mal que faz ao Pablo. Se manca, já está bem claro quem é o louco da história", disparou ela.

Na publicação, Pablo, filho dela e de Naldo, comentou e rebateu a mãe e todos os seguidores que a apoiavam. "Vocês podem falar o que for, quem passa sou eu, vocês deveriam se preocupar com a família de vocês, é por essas e outras que minha mãe perdeu de vez o crédito comigo, é minha mãe, eu respeito, mas ela só quer me fuder, então tomem conta da vida de vocês, não façam como minha mãe, rede social não é vida pessoal", escreveu ele. 

Durante o programa de Luciana Gimenez, Branka contou que era agredida pelo cantor. "Sim [apanhava]. Meu filho presenciou. Eu nunca denunciei porque pensava no meu filho, ele era muito pequeno. O Naldo nunca me deixou marcada", afirmou, concordando quando Luciana questionou se ele empurrava e puxava cabelo. "Vira uma guerra. Ele é doente e torna quem está com ele, doente. Acredito que com ela [Moranguinho] o grau foi mais elevado", palpitou.

Branka explicou como uma mulher agredida se sente. "É uma coisa que cresce, aprisiona. A pessoa que apanha, que sofre esses abusos, também é doente, porque está presa nesse mundo. Você acaba fazendo tudo o que ele quer, começa a pensar no filho, na família, e acredita que ele vai mudar. Para quem passa por isso, não é fácil. Muita gente julga, mas só quem passa sabe o que é ir numa delegacia denunciar o pai do seu filho e ir pra casa correr os mesmos riscos", desabafou, contando como era o comportamento do cantor quando dividiam o mesmo teto.

"Ele tinha ciúme, sim, era muito ciumento, possessivo. O fato de ter amigo homem, trabalhar fora, roupa, independência... Eu não podia falar com homem no telefone, bonito, feio, não importava. Se ele estivesse do lado, era ele quem falava. Minhas amizades eram as irmãs dele, sair à noite, só com ele. Ele ficava muito bravo, mas só com a parceira, com os outros, não. Eu tinha medo, receio", confessou.

Ela encarou até traições, culminando com a que Naldo a trocou por Moranguinho em 2010 durante as gravações de um clipe que a produtora dirigia. "Ele era bravo e nunca foi fiel. A gente casou muito cedo, adolescente, não viveu. Eu tive o Pablo e ele foi viver. Eu desconfiava, algumas vezes eu tive certeza, mas a gente perdoa por causa da família. Descobri algumas traições dele e perdoei".