Topo

Famosos

Gracyanne Barbosa é processada em R$ 260 mil por loja de suplementos

Uriel Punk/Futura Press/Folhapress
Gracyanne Barbosa Imagem: Uriel Punk/Futura Press/Folhapress

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

13/12/2017 15h17

Gracyanne Barbosa é alvo de um processo que corre na 5ª Vara Cível do Foro de Araraquara, São Paulo, desde abril deste ano. Ela é acusada de não honrar compromissos com uma loja distribuidora de suplementos alimentares.

A reportagem do UOL apurou que a modelo fitness tinha contrato com a empresa Musculação Feminina, mas não cumpriu ações que faziam parte do acordo. A mulher de Belo foi processada em R$ 260 mil na ação que ainda corre na Justiça.

Dentre as obrigações, segundo a ação, Gracyanne deveria fazer posts no Instagram e participar de eventos pré-determinados com a camiseta da marca. Além de descumprir tais cláusulas, ela é acusada de fechar acordos com duas empresas concorrentes, a Max Titanium e a SNC -- ambas distribuidoras de suplementos alimentares.

Como o contrato com a Musculação Feminina era de exclusividade, Gracyanne não poderia fazer propagandas para empresas do mesmo segmento, diz a empresa. A Musculação Feminina alega ainda no processo que a propaganda foi feita simultaneamente para a concorrência e, por isso, pediu quebra de contrato. 

Procurado pelo UOL, o advogado da modelo disse que deve se pronunciar em breve sobre a ação. Recentemente, ela teve a conta bancária bloqueada por não pagar indenização a um vizinho.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!