Topo

Famosos

Ator mirim da Globo presta queixa após sofrer ataque racista na web

Imagem/UOL
JP Rufino chega à delegacia acompanhado de dois advogados para registro de ocorrência Imagem: Imagem/UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

19/02/2018 20h10

O ator mirim JP Rufino foi à delegacia de crimes de internet, no Rio, nesta segunda-feira (19), e fez um registro de ocorrência depois de sofrer ataque racista em uma rede social, no último sábado. Ele estava acompanhado de dois advogados.

Rufino sofreu ataque racista enquanto transmitia o desfile da escola de samba Mangueira, ao vivo, em sua rede social, na madrugada de sábado (16). O ator foi agredido por um dos seguidores, que postou o seguinte comentário: "Eca, macaco sambando". Quem viu a mensagem primeiro foi o irmão dele, Serginho, que acompanhava a "live" de casa.

"Tomamos providências, sim, estivemos na delegacia de crimes de internet e fizemos o registro da ocorrência", disse Martha ao UOL, por telefone.

A mãe do jovem ator da Globo revelou que o suposto agressor entrou em contato com a família pedindo para que o post em que Rufino denuncia o ataque racista (veja o post abaixo) fosse retirado do ar. Ele alegou que o seu perfil havia sido hackeado.

"Às 10h, ele pediu por inbox para que JP retirasse o post, mas é complicado. Como é que de madrugada [o perfil dele] estava hackeado e de manhã, não. Ele vai ter que provar isso, já que o 'J' foi vítima de um crime", avisou Martha. 

Ao UOL, Rufino disse que ficou chateado com o ataque, mas garantiu que segue com a cabeça erguida. "Quando a minha mãe me mostrou [a mensagem com a ofensa], eu fiquei surpreso, mas a gente já está tomando as providências. Não quero causar mal a ninguém, mas também não quero ser maltratado", disse ele.


"Racismo é crime, tem que denunciar, temos que lutar pela igualdade. Capacidade não está na cor da pele. Somos todos iguais e não podemos nos deixar se abalar por isso. Precisamos levantar a cabeça e seguir em frente", completou.

Homenagem do irmão

Nesta segunda, JP Rufino publicou um vídeo em que o seu irmão, o também ator Serginho Rufino, canta alguns trechos de "Redemption Song", clássico de Bob Marley, em sua homenagem. "Libertem-se da escravidão mental. Ninguém além de nós mesmos pode libertar nossas mentes", diz um trecho.