Topo

Famosos

Ex de Naldo pede suspensão de medida protetiva contra o cantor

AgNews
Naldo Benny e Ellen Cardoso, Mulher Moranguinho Imagem: AgNews

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

23/02/2018 09h37

Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, entrou com o pedido de revogação da medida protetiva que havia entrado contra o cantor após ter sido agredida por ele no fim do ano passado.

A reportagem do UOL apurou que a revogação da medida, baseada na Lei Maria da Penha e que proíbe Naldo de se aproximar da ex-mulher, ainda está em vigor.

O pedido de suspensão do recurso foi encaminhado ao Ministério Público, que posteriormente retornará para decisão do juiz.

Na quinta-feira, Naldo negou ter reatado com Moranguinho. Os dois, ressaltou ele, permanecem separados.

"Sobre o meu retorno com Ellen, digo que isso não procede. Eu, mais do que ninguém, desejo ter a minha família de volta. Espero, se Deus quiser, em breve ter boas notícias. Obrigado pelo carinho dos fãs e pelo respeito que grande parte da imprensa tem comigo", declarou o cantor, que passou a fazer terapia e ir a retiros espirituais após assumir a agressão. O casal tem uma filha, Maria Vitória, de 2 anos.

A agressão

O UOL teve acesso à denúncia feita pelo Ministério Público contra Naldo. No documento, ele é acusado de agredir Ellen com socos, tapas, puxões de cabelo e o golpe com uma garrafa, no dia 2 de dezembro. Ainda segundo o documento, assinado pelo promotor Alexandre Murilo Graça, o cantor também ameaçou a ex-dançarina de morte.

Após a repercussão do caso, Naldo divulgou um vídeo no qual aparece chorando, pedindo perdão à mulher pelas agressões.

Após as agressões, Ellen foi até a Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Jacarepaguá para registrar o caso. Naldo chegou a ser preso em flagrante em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, por posse ilegal de arma de fogo. 

Moranguinho faz apelo: "Não julguem"

Ainda no fim do ano passado, Moranguinho se pronunciou pela primeira vez sobre o caso em uma publicação feita em sua página do Facebook. "É triste ver o quanto as pessoas estão se tornando frias e sem coração. Saem apontando os seus dedos como se fossem metralhadoras e dando sentenças que só cabe a Deus dar. É fácil julgar o problema do outro, difícil é quando ele acontece dentro da sua casa e só você conhece a real história", disse ela.  Moranguinho disse que não quis fazer papel de "coitadinha" na televisão e optou por se isolar. "Alguém aí já parou pra pensar que a atitude que tomei pode ter sido para salvar e não pra destruir?", afirmou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!