Topo

Televisão

"Ele foi muito sacana comigo", diz Milton Neves sobre Roberto Justus

Imagem/AgNews
Milton Neves comenta processo contra Justus Imagem: Imagem/AgNews

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

27/02/2018 18h56

Milton Neves comentou o processo que move contra Roberto Justus, durante o lançamento da nova programação da Band, em São Paulo, nesta terça-feira (27). Visivelmente incomodado com o assunto, o apresentador esportivo disse que "Justus foi muito sacana" com ele, mas que desejava "sucesso e felicidade" ao empresário.

"Ah, isso [o processo] está em Brasília, deixa prá lá", desconversou Milton. "Ele foi muito sacana [comigo], mas deixa pra lá. Quero mais que ele seja feliz, desejo sucesso pra ele", completou Milton, em entrevista ao UOL.

Em 2008, Justus lançou uma produtora --que faria programas para a Band-- e convidou Milton Neves para participar do projeto; para isso, Milton saiu da Record, onde estava na época. O projeto na Band foi cancelado cerca de dois meses depois. Milton ficou desempregado e foi parar até mesmo no hospital, com a pressão lá em cima.

Pouco tempo depois, o apresentador esportivo entrou com ação contra Roberto Justus por quebra de contrato. A indenização pedida é calculada em torno de R$ 15 milhões. A briga judicial entre os dois já se arrasta por quase dez anos.

Processo inútil, diz Justus

Ao UOL, Roberto Justus deu a sua versão sobre o episódio.

"Na época, eu tinha o direito contratual de não fazer o negócio porque as condições não aconteceram, era contratual. Tanto eu tinha razão que eu ganhei em todas as instâncias. Ele moveu um processo desnecessário, inútil, um negócio bobo, que está fora da minha preocupação. Eu não estou preocupado com esse assunto. Ganhamos a primeira instância, ele apelou. Agora está em Brasília no Superior Tribunal de Justiça [STJ]. No bom senso, acredito que vamos ganhar de novo e o assunto vai morrer. Esse assunto já era", afirmou o apresentador e empresário.

"Tenho 36 anos de carreira, nunca fui sujo com ninguém. Negócios acontecem, às vezes não acontecem. É porque o Milton Neves gosta de fazer bagunça para aparecer. Eu respeito contratos", prosseguiu.

"Eu estava disposto a indenizá-lo na época, com o custo que ele possa ter tido, mas ele não quis. Preferiu entrar na Justiça cobrando milhões desnecessários, sem pé nem cabeça. E a Justiça deu ganho de causa para quem realmente respeita contrato neste país, que sou eu", finalizou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!