Topo

Televisão

"Pensei que ia morrer", diz mulher estuprada por atirador de Gerson Brenner

Do UOL, em São Paulo

19/03/2018 23h15

Autor do disparo que atingiu o ator Gerson Brenner, Luzimar Jesus dos Santos foi preso acusado de homicídio na madrugada desta segunda-feira (19), em São Paulo. Ele se entregou à polícia após confessar que matou um homem na residência da vítima na região do Lajeado, na zona leste da capital paulista.

As autoridades foram até o local do crime indicado por Luzimar e constataram que, de fato, havia um corpo na residência. O homem foi preso e encaminhado ao 67º no Jardim Robru, na zona leste.

Mais tarde, uma senhora --esposa do homem morto por Luzimar-- também se apresentou na delegacia dizendo ter sido vítima de estupro pelo mesmo autor do crime. Ela tem ferimentos nos braços. está com dois dentes quebrados e tomando coquetéis contra doenças sexualmente transmissíveis. Luzimar teria matado o homem primeiro e depois invadido a casa para estuprar a mulher. (Assista ao vídeo a partir do trecho 2min16seg)

"Ele me enforcou. Pensei que ia morrer. Fui estuprada, abusada mesmo. Fui torturada por quatro horas. Ele batia em minha cara. Ele quebrou os dois dentes de baixo", afirmou a auxiliar de limpeza, em entrevista ao "Brasil Urgente", da TV Bandeirantes.

"Eu não sabia [que ele era o autor dos disparos contra o ator Gerson Brenner]. Foram os policiais quem me disseram", contou em seguida.

Crime contra Brenner

O açougueiro Luzimar dos Santos foi condenado por tentativa de latrocínio contra Gerson Brenner em agosto de 1998. O ator levou um tiro na cabeça durante o assalto Rodovia Ayrton Senna aos 38 anos de idade.

Brenner teve sequelas, como a dificuldade na fala e na locomoção. No ano passado, o ator ganhou um equipamento médico que facilita a locomoção.

Em 2010, Luzimar foi preso após fugir em janeiro do mesmo ano da penitenciária de Itirapina, no interior paulista, onde cumpria pena de regime semi-aberto.