Topo

Televisão

"Foi um ato covarde meu", diz Dado Dolabella sobre agressão a Luana Piovani

Divulgação/ TV Record
Dado Dolabella dá entrevista ao "Domingo Espetacular" Imagem: Divulgação/ TV Record

Do UOL, em São Paulo

24/05/2018 15h23

Libertado da prisão recentemente, após ficar detido por dois meses por não pagar pensão alimentícia a um de seus filhos, Dado Dolabella falou pela primeira vez do episódio de agressão à sua então namorada Luana Piovani, que aconteceu em 2008.

“Foi um erro na minha vida, uma coisa que eu não queria ter passado. E é horrível, é humilhante, foi um ato covarde meu. Foi uma reação covarde a um momento que a gente tava vivendo ali na relação que eu não quero falar. Nunca falei, nem quero falar”, afirmou o ator em entrevista ao “Domingo Espetacular”, que vai ao ar neste domingo (27), na Record.

Piovani foi agredida por Dado com um tapa na cara. No mesmo dia, ele também empurrou a camareira Ismê de Souza. O ator foi condenado em 2014 pela Lei Maria da Penha.

“Naquele momento eu fui reativo, eu fui inconsequente, não pensei. Inclusive me ajudou a amadurecer, me ajudou a pensar em tudo isso”, disse ele ao programa. Vegano, Dado afirmou que se “transformou” também com a mudança na alimentação. “Enquanto os herbívoros vivem em bandos gigantescos, são felizes, são de paz, não brigam entre si. Para mim, o rei da selva é o elefante. O rei não come o próprio filho”, filosofou. 

Newsletters

Mauricio Stycer traz análises exclusivas sobre TV e Famosos.

Quero receber