Topo

Famosos

Rainha do merchandising na TV, Catia Fonseca diz que não ficou rica

Renato Stockler/Band
Cátia Fonseca Imagem: Renato Stockler/Band

Colaboração para UOL

25/05/2018 11h40

No ar na Band desde março com o "Melhor na Tarde", a apresentadora Catia Fonseca relembrou sua turbulenta saída da Gazeta, emissora na qual trabalhou durante 15 anos e comandou o "Mulheres", durante entrevista para o canal do jornalista Marcelo Bonfá no YouTube. No papo, ela disse que não considera confusa sua troca de canal.

"Quando saiu o buxixo que eu estava negociando, eu não estava negociando. Naquele dia eu fui para a TV (Gazeta) fazer o programa, foi para o intervalo e a direção falou: 'a direção quer que você grave um vídeo dizendo que você não vai'.  Eu não tinha assinado nada. Sou transparente, seu eu tivesse assinado eu teria dito que não ia fazer. Gravei pois não tinha assinado nada. Quando saí da Gazeta a Band me chamou. Seis e meia da tarde. A Band me chamou e falou de um projeto, mandou por e-mail. E a gente fechou naquele dia", lembrou ela, ressaltando que fez questão de que seu contrato tivesse validade só a partir de fevereiro para cumprir os últimos compromissos com a Gazeta.

No ar há mais de 20 anos na TV, Catia nega que ficou rica com as ações de merchandising que fez e faz em seus programas, mas conta que hoje consegue ter uma vida bastante confortável."Ficar rica é relativa, eu tenho uma vida tranquila, mas não fiquei rica fazendo merchan. As pessoas se iludem dizendo também quando veem (notícias de) apresentadores com salários milionários. A gente sabe que não é assim", falou ela, lembrando que veio de uma família que perdeu o patrimônio, por isso tem uma outra forma de dá valor ao dinheiro. "Não é ser mão de vaca, eu gasto, mas não vejo necessidade de mostrar para os outros que eu tenho".

Aos 49 anos, a apresentadora conta que apenas em um momento da vida optou por fazer um procedimento cirúrgico. "Fiz uma lipoaspiração quando estava na Record. Bunda, pus silicone... Parecia que eu tinha sido atropelada pelo trem-bala na ida e na volta. Foi em 1999. Não faço mais. Vi que não era isso que me interessava. O silicone eu pus mais para eu me sentir melhor. Não tenho vaidade em excesso. Quero estar bonita, bem cuidada para a idade que eu tenho. Eu não vou ter mais 20 anos. Eu não quero mais ter 20 anos", afirmou ela, que admitiu aplicar botox no rosto. "Faço a cada 8 meses principalmente aqui (entre as sobrancelhas). Eu falo que faço. Acho legal falar porque os problemas que eu tenho aos 49 anos as mulheres também passam".

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!