Topo

Famosos

Kéfera rebate críticas de Samara Felippo: "Eu seria muito hipócrita"

Reprodução/Instagram
Samara com as filhas e Kéfera Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL

05/06/2018 14h18

Kéfera Buchmann decidiu se defender nesta terça-feira (5) das críticas que sofreu de Samara Felippo. A atriz acusou a youtuber de falar de transição capilar sem abordar o principal ponto, que seria o racismo sofrido pelas garotas negras que têm o cabelo cacheado ou crespo.

"Vi os stories da Samara Felippo falando sobre o que eu não falo no vídeo sobre transição capilar e vi um vídeo das meninas do (canal do YouTube) 'Papo de Preta', que também falavam sobre o que eu não falei Eu já falei com as meninas do 'Papo de Preta' e chamei elas para gravar um vídeo comigo, porque no vídeo sobre transição eu não falo que a grande base do preconceito com o cabelo cacheado e crespo é o racismo. Por que eu não falo? Eu acho que eu seria muito hipócrita, como branca, tendo os privilégios que a gente sabe que o branco tem, estando dentro do padrão, começar a erguer a bandeira do racismo, que é uma coisa que eu não sofro", explicou Kéfera.

Kéfera também comentou sobre o fato de Samara dizer que seu cabelo não é cacheado. "Aí tem uma grande polêmica. Existem tipos de cachos: 2a, 2b, 2c. Aí vai para os crespos: 4a, 4b, 4c. Obviamente meu cabelo não é crespo, mas fica ali entre um 2c e um 3a", argumentou.

A youtuber reafirmou por diversas vezes ser contra o racismo, mas que prefere não se "apropriar do discurso". "Eu não sofro racismo. Obviamente, eu repudio o racismo. Não tinha que existir. Mas é fácil eu como branca falar 'o racismo não tinha que existir', entende? O que eu, como branca, puder fazer para ajudar, eu vou fazer. Só que seria muita hipocrisia da minha parte se eu como branca começasse a falar super sobre racismo. Não que não seja um assunto que não tem que ser falado. Isso tem que ser falado principalmente pelas negras. A gente tem que dar apoio a essas mulheres. Eu não posso me apropriar de um discurso que não é meu", declarou.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!