PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Em "Segundo Sol", personagem de pai de santo desaparece da trama

Pai Didico (João Acaiabe) praticamente sumiu de "Segundo Sol" - João Miguel Júnior/Globo
Pai Didico (João Acaiabe) praticamente sumiu de "Segundo Sol" Imagem: João Miguel Júnior/Globo

Carolina Farias

Do UOL, no Rio

17/08/2018 04h00

Um dos personagens de "Segundo Sol" que prometia ter uma presença marcante na trama praticamente desapareceu. Pai Didico (João Acaiabe) tinha até o próprio núcleo. O ator é mais visto na reprise do remake de "Chiquititas", em que interpreta o chefe Chico, que aparece quase em todos os capítulos.

Na sinopse da trama de João Emanuel Carneiro, distribuída à imprensa no lançamento da novela, há o núcleo "Terreiro", composto por ele e a filha Doralice (Roberta Rodrigues) e que também seria frequentado por Groa (André Dias). No entanto, o pai de santo apareceu somente seis vezes, e há mais de um mês sumiu da história.

A última aparição de Pai Didico foi no capítulo 52, dia 12 de julho, quando jogou búzios para Luzia (Giovanna Antonelli) e fez, mais uma vez, a revelação de que havia uma mulher e um jovem muito importante em seu caminho - quem podem ser deduzidos por Karola (Deborah Secco), sua rival, e Valentim (Danilo Mesquita), o filho que ela não sabe ter sido roubado.

Acaiabe disse que essa foi a última cena que gravou para a trama. Segundo ele, não há nenhuma outra gravação de que ele participou que não tenha sido exibida e também não sabe quando voltará a gravar.

"Não sei, estou curioso. Fico de stand by. Quando aparece um trabalho paralelo tenho que conciliar. Tenho que ficar à disposição porque pode acontecer [uma gravação] na próxima ou em duas semanas. Sempre pensei que fosse [um personagem] maior. Fico na expectativa", afirmou o ator de 74 anos.

Com 46 anos de experiência no ofício, Acaiabe diz compreender os rumos imprevistos que uma novela pode tomar.

"Novela é uma obra aberta. Não sei o resultado, qual o caminho vai tomar o Pai Didico até então. Agora ele está tentando passar o terreiro para o Groa. Já tentou passar para a filha. Agora aguardo o encaminhamento dele. Se ele aparecer mais, melhor. O autor conduz da melhor forma porque está com as rédeas na mão, sabe exatamente o que estimula. Compreendendo que as coisas acontecem dessa forma porque faço isso há muito tempo", disse o experiente ator.

Pai Didico (João Acaiabe) joga búzios para Luzia (Giovanna Antonelli)  - Reprodução/Globo - Reprodução/Globo
Imagem: Reprodução/Globo
Na sinopse, a história de Pai Didico girava em torno de transferir para a filha única a responsabilidade de ser a próxima líder espiritual do terreiro, a mãe de santo. Diante da resistência de Doralice em assumir esse posto, ele investe sobre Groa, seu filho de santo. Acaiabe diz que esse arco dramático é importante na trama porque traz certo realismo.

"É muito importante essa presença do personagem, principalmente por se passar na Bahia, mas é também algo do Brasil. Pai de santo e babalorixá são psicólogos de quem não tem dinheiro. É muito forte essa herança", afirmou Acaiabe, que passou a frequentar um terreiro de candomblé para aprender mais sobre a função do personagem.

"Na escravidão Deus foi tirado de quem veio da África. Eu mesmo como negro não tive essas informações. Fui criado na igreja católica. Foi na TV Tupi, quando também fiz um de pai de santo [em 'O Profeta', em 1977], que descobri esse universo. Agora com 74 anos fiquei mais atento e frequento um pai de santo em São Paulo. Tento aprender sempre mais. Ganhei uns búzios dele para eu exercitar com ele. Mas, na novela uso os búzios cenográficos para respeitar", contou. 

TV e Famosos