PUBLICIDADE
Topo

Famosos

"Não tenho medo de morrer, tenho medo da saudade", diz Moacyr Franco

Francisco Cepeda e Leo Franco/AgNews
Imagem: Francisco Cepeda e Leo Franco/AgNews

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

13/09/2018 06h30

Moacyr Franco relembrou momentos da carreira no "Superpop" de quarta-feira (12). O ator e apresentador, de 81 anos, comenta a demissão do SBT, no fim do ano passado, e afirma que sentirá falta da vida quando não estiver mais entre nós.

"Não tenho medo de morrer, tenho medo da saudade. Tenho pavor da saudade que vou ter do que tenho aqui. Eu crio abelha, há 40 anos planto árvore. Amo muito esse mundo, esse planeta, esse universo. Adoro ter passado por aqui. Imagina o que sinto por tudo que vivi?", disse a Luciana Gimenez. "Não sei se acredito em vida após a morte, mas torço muito para que haja. Tanta coisa que não deu tempo de pedir perdão...", completa.

Quanto a não fazer mais parte da emissora de Silvio Santos, onde atuava em "A Praça É Nossa", garante lidar com tranquilidade hoje com o assunto. "Demissão é demissão, já fui demitido várias vezes. Já fui contratado e demitido de todas as televisões. O negócio muda e o serviço que presto não serve para aquele momento".

Moacyr não guarda ressentimento. "Amo o pessoal do SBT, não dá para esquecer amigos de 20 anos. Fiz 'Ô, Coitado', 'Meu Cunhado", 'Pequenos brilhantes', que foi a melhor coisa que fiz na vida. Duro é perder tudo o que tem, o ambiente. Mas descobri que em todo lugar que chego sou bem tratado. Já fui convidado para todos os grandes programas da TV hoje", comemora.

Famosos