PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Fátima rebate notícia falsa na web: "Eu não reformei casa de esfaqueador"

Fátima Bernardes rebate notícia falsa - Reprodução/Instagram
Fátima Bernardes rebate notícia falsa Imagem: Reprodução/Instagram

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

20/09/2018 22h53

Fátima Bernardes usou a sua rede social para rebater a notícia falsa de que teria reformado a casa de Adélio Bispo, homem que esfaqueou Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo PSL, no início de setembro. No vídeo, a apresentadora da Globo disse "nunca ter apoiado qualquer ato de violência" e ressaltou que "divulgar notícia falsa é uma irresponsabilidade".

“Mais uma notícia falsa circulando pela internet me obriga a fazer esse esclarecimento. Eu não reformei a casa do esfaqueador do candidato à presidência da república pelo PSL. Toda a minha vida pública foi pautada no respeito pela vida humana, independentemente de credo, cor, gênero, ideologia. Eu nunca apoiei qualquer ato de violência. Divulgar notícia falsa é uma irresponsabilidade que não contribui em nada para o momento que estamos vivendo”, disse ela. (Assista ao vídeo abaixo)

O boato, ao qual a apresentadora se refere, foi espalhado principalmente pelo WhatsApp e afirma que a produção do programa “Encontro com Fátima Bernardes” teria doado o valor de R$ 350 mil à família do pedreiro acusado de esfaquear Bolsonaro, além de reformar a casa dele. O texto diz ainda que “o homem é apenas uma vítima do sistema, da sociedade capitalista, preconceituosa, odiosa e sem amor, e porque era intimidado com os discursos de ódio de Bolsonaro”.

A informação já havia sido checada pelo jornal “Folha de S. Paulo” no último dia 14 de setembro e a conclusão foi: “ao contrário do ‘informado’ no texto analisado pela Lupa, no último dia 12 (quarta-feira), o programa 'Encontro com Fátima Bernardes' não mostrou, em momento algum, reforma na casa da família do homem que esfaqueou Bolsonaro. Nessa edição, o principal tema em discussão foi ‘O que podemos aprender com derrotas?’ e contou com a participação do escritor e consultor financeiro Gustavo Cerbasi.”

Bolsonaro segue internado sem previsão de alta no hospital Albert Einstein, em São Paulo, se recuperando do atentado sofrido no interior de Minas, no início do mês.

Patrícia Pillar pede respeito

Nesta quarta-feira (19), Patrícia Pillar também usou as redes sociais para desmentir o boato de que teria sido agredida pelo ex-marido, Ciro Gomes, candidato à presidência da República pelo PDT.

"Hoje, eu estou aqui para informar que estão usando a minha imagem para favorecer a um candidato que jamais seria o meu. Eu nunca sofri nenhum tipo de violência da parte de ninguém, isso é totalmente falso. E eu  quero dizer também que, independentemente de quem seja o seu candidato, o que a gente mais precisa nesse momento é de paz e respeito”, afirmou ela.

Em seguida, Patrícia declara o seu voto ao ex-marido, Ciro Gomes. "Eu sempre gostei de política. Política como possibilidade de diálogo, como uma troca de ideias, uma coisa positiva pra vida das pessoas . E o que eu defendo é um caminho novo, diferente do que está aí. O meu candidato é o Ciro Gomes, porque eu acredito no projeto que ele tem para o Brasil. Eu conheço o Ciro e voto no Ciro Gomes. Boas eleições para todos nós e não deixe de votar. O seu voto é muito importante." 

Famosos