Topo

Famosos

Namorada de Nanda Costa, Lan Lanh abre o jogo sobre trisal: "Só na novela"

Divulgação/Nanda Costa/Rapha Baggas
Lan Lanh Imagem: Divulgação/Nanda Costa/Rapha Baggas

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

06/11/2018 04h00

Aos 50 anos de idade e 31 de carreira, Lan Lanh está naquela fase na vida que só tem motivos para comemorar. Se no lado profissional, o momento é de colher bons frutos da carreira de multi-instrumentista, na vida pessoal, ela diz que anda “surfando em uma onda enorme de amor” ao lado da namorada Nanda Costa. Juntas desde 2014, as duas tornaram a relação pública apenas em junho passado.

Nanda, que interpreta a policial Maura na novela “Segundo Sol”, foi quem preferiu manter a união por tanto tempo em privado e Lan Lanh afirma que respeitou a decisão da companheira. “Cada um tem seu tempo e há algum tempo a Nanda vinha sentindo pressão. A questão não era sair do armário e, sim, tirar o armário das costas e, quando isso aconteceu, foi libertador. Ela teve o momento dela e depois disso foi só amor, respeito e tudo com muita naturalidade”, conta a artista, que é referência de percussão no Brasil.

Reprodução/Instagram/@lanlanhoficial
Lan Lanh e Nanda Costa estão juntas desde 2014 Imagem: Reprodução/Instagram/@lanlanhoficial
Por conta da agenda de trabalho, ela admite que acompanha bem menos do que gostaria a atuação de Nanda na novela das 21h, mas vê com tranquilidade o "trisal" da trama, envolvendo Maura, Ionan (Armando Babaioff) e Selma (Carol Fazu).

”Quem sou eu para julgar? Eu acho que as pessoas se apaixonam por pessoas, amam e podem ficar confusas com os sentimentos. O trisal não é comum, mas acontece na vida real”, opina Lan  Lanh que, apesar da visão aberta, ri da possibilidade de uma relação envolvendo ela, Nanda e uma terceira pessoa: “Só na novela”.

Em turnê pelo Brasil com o show "Batuque da Lan Lanh", ela faz uma retrospectiva de sua carreira e se apresenta com composições autorais e de artistas consagrados da música popular brasileira.  De Vinicius Moraes e Baden Powell a Jacob do Bandolim, passando por outros mestres, como Luiz Gonzaga e Riachão. "É um show híbrido. Um show que conta a história da MPB através dos ritmos", define.

Nos próximos dias, Elaine Silva Moreira - nome de batismo - está prestes a realizar o sonho de ganhar um prêmio internacional. Ela concorre ao Grammy Latino com a música “Aponte”, na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa. O tema de abertura da série “Entre Irmãs” foi gravada por Maria Bethânia e é uma composição sua em parceria com Nanda Costa e Sambê.

"Só em estar concorrendo já está valendo. É a minha primeira indicação e ficar logo entre as cinco finalistas é um privilégio. Estou muito feliz".

A artista, que costuma postar vídeos de suas parcerias com a namorada, diz ter se  surpreendido quando Bethânia resolveu gravar a canção. "Desde o início, pensei na Maria Bethânia. Ela gostou e me deu a honra de gravá-la", conta ela, que não pensa em virar cantora. "Sou uma percussionista e componho algumas canções. A maioria delas são músicas da minha vida, são letras que eu sempre gostei de escrever." explica Lan Lanh que também vai lançar um disco ainda neste mês de novembro, "Batuque" com composições próprias e releituras.

Divulgação/Globo
Selma (Carol Fazu), Ionan (Armando Babaioff) e Maura (Nanda Costa) formam trisal em "Segundo Sol" Imagem: Divulgação/Globo