Topo

"Era uma paranoia muito grande", diz Rafael sobre comportamento de Nadja

Reprodução/Play Plus
Rafael Ilha e Evandro conversam na área externa da casa Imagem: Reprodução/Play Plus

Caroline Venco

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/11/2018 09h22

Durante a noite deste sábado (24), Rafael Ilha e Evandro Santo questionarem se Nadja Pessoa ainda estaria competindo no reality rural, caso ela não tivesse sido expulsa por agredir Caique Aguiar. O ex-Polegar falou que não tem certeza, pois a empresária tinha um comportamento muito paranoico.

"Será que se não tivesse dado aquela merda, ela estaria aqui ainda?", perguntou o humorista. "Não sei, mano. Porque também um ponto de chatice, as pessoas não aguentam mais. Uma hora cansa, do mesmo jeito que aconteceu com ela no 'Power Couple Brasil', eu acho né. O pessoal queria muita ela, só que era uma paranoia muito grande", respondeu Rafael.

Em seguida, o cantor falou que gosta muito de Nadja, mas era muito cansativo dialogar com ela: "Eu amo ela, mas quantas vezes eu já fiquei exausto conversando ela, falando que ela tava com paranoia?". Evandro concordou: "Com a Nadja não é só uma conversinha, não. São horas e horas conversando e tem que gostar muito dela. Foi o que eu fiz". 

"Os meus maiores arrependimentos aqui nesse lugar foi ter pulado da casa da árvore e machucado o meu pé e de não ter segurado as pernas dela. Eu não tive a expertise de ter sacado o movimento dela antes. Se você tivesse lá, isso não teria acontecido, pois você não ia deixar", contou Santo. "Não ia mesmo. Já ia empurrar ela para um lado e para o outro", afirmou Ilha.