PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Ex de Caio Junqueira, Giselle Itié lamenta morte do ator: "Difícil"

Giselle Itiê relembra foto com Caio Junqueira - Reprodução/Instagram
Giselle Itiê relembra foto com Caio Junqueira Imagem: Reprodução/Instagram

Rodrigo Soares

Colaboração para o UOL

23/01/2019 16h23

A morte do ator Caio Junqueira - que não resistiu após sofrer um grave acidente de carro no Rio - mexeu com a atriz Gisele Itié, ex dele. No Instagram, ela postou fotos dos dois e lamentou a morte dele aos 42 anos.

"Aqui chove a la 'sunday smile'. E dói. Como dói. Só queria te abraçar forte e dizer o quanto você é e sempre foi amado por todos nós! Até quem não te conhecia já te amava. Vou me esforçar para focar no que uma DEUSA me disse hoje:  'Situação de merda. Mas é isso, é só matéria que vai embora. A energia é infinita. Tá aí agora, rodando pelos ares livre, encostando na gente, cuidando da gente. A comunicação agora é de outro modo. de olho fechado, com o coração...'. Tátá difícil de acreditar", escreveu ela, que namorou o ator entre 2010 e 2011.

No dia 16 de janeiro, Caio bateu o carro que dirigia no Aterro do Flamengo, na altura do Monumento aos Pracinhas, na zona sul do Rio. Ele estava sozinho no veículo.

Na terça-feira (22), o ator apresentou uma melhora em seu estado de saúde. A febre baixou e os drenos dos pulmões chegaram a ser retirados. Apesar da gravidade do acidente, um amigo da família disse ao UOL que os órgãos internos haviam sido preservados. 

O ator passou por cirurgias. "As equipes médicas dos Bombeiros e do próprio hospital o salvaram porque o trauma foi muito grande", explicou o amigo Rodrigo Rocha, acrescentando que o ator já tinha operado as fraturas expostas no pulso e antebraço e no fêmur, além de uma cirurgia na mão direita.

Os trabalhos mais recentes de Caio Junqueira foram nas séries "O Mecanismo", da Netflix, "Um Contra Todos", da Fox Brasil, e "Conselho Tutelar", co-produzida pela Record e Visom Digital e, desde sua segunda temporada, exibida pela Universal TV. No cinema, o ator ficou conhecido como Neto, um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em "Tropa de Elite".

Na TV aberta, Caio fez as novelas "Milagres de Jesus" (2014), "José do Egito" (2013) e "Ribeirão do Tempo (2010), todas na Record. Na Globo, atuou em "Desejo Proibido" (2008) e "Paraíso Tropical" (2007), entre outras.

Filho do também ator Fábio Junqueira e irmão de Jonas Torres, que interpretou o Bacana de "Armação Ilimitada", Caio estreou na TV ainda criança. Em 1985, aos 9 anos de idade, ele participou do humorístico "Tamanho Família", na Manchete, ao lado de Diogo Vilela e Zezé Polessa.

Famosos