Topo

Televisão


Record exibe "Tropa de Elite" em homenagem a Caio Junqueira

Divulgação
Caio Junqueira trabalhou no filme "Tropa de Elite" Imagem: Divulgação

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

2019-01-23T13:01:19

23/01/2019 13h01

A Record exibirá "Tropa de Elite", trabalho mais conhecido do ator Caio Junqueira, que morreu nesta quarta-feira (23), aos 42 anos. O filme irá ao ar na noite de quinta, no "Cine Record Especial".

No longa-metragem dirigido por José Padilha, Caio Junqueira interpretou Neto, o aspirante "06", oficial recém-formado da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Ele, ao lado do amigo de infância Mathias, (André Ramiro), se destaca pela honestidade e honra ao realizar suas funções, mas fica indignando com a corrupção existente no batalhão em que atua.

David Prichard/Divulgação
André Ramiro e Caio Junqueira em "Tropa de Elite" Imagem: David Prichard/Divulgação
Junqueira trabalhou na Record nas novelas "A Escrava Isaura" (2004) e Ribeirão do Tempo (2010) e nas séries "A Lei e o Crime" (2009), José do Egito (2013), Milagres de Jesus (2014) e Conselho Tutelar (2015).

O ator morreu após um grave acidente de carro que ele sofreu no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do hospital Miguel Couto, onde ele estava internado havia uma semana.

No dia 16 de janeiro, Caio bateu o carro que dirigia no aterro do Flamengo, na altura do monumento aos Pracinhas, na zona sul do Rio. Ele estava sozinho no veículo e foi levado ao Hospital Municipal Miguel Couto, onde ficou internado.

Na terça, o ator apresentou uma melhora em seu estado de saúde. A febre baixou e os drenos dos pulmões chegaram a ser retirados. Apesar da gravidade do acidente, um amigo da família disse ao UOL que os órgãos internos haviam sido preservados. 

O ator chegou a passar por cirurgias. "As equipes médicas dos Bombeiros e do próprio hospital o salvaram porque o trauma foi muito grande", explicou o amigo Rodrigo Rocha, acrescentando que o ator já tinha operado as fraturas expostas no pulso e antebraço e no fêmur, além da mão direita.

Os trabalhos mais recentes de Caio Junqueira foram nas séries "O Mecanismo", da Netflix, "Um Contra Todos", da Fox Brasil, e "Conselho Tutelar", coproduzida pela Record e Visom Digital e, desde sua segunda temporada, exibida pela Universal TV. Na Globo, atuou em "Desejo Proibido" (2008) e "Paraíso Tropical" (2007), entre outras.

Filho do também ator Fábio Junqueira e irmão de Jonas Torres, que interpretou o Bacana de "Armação Ilimitada", Caio estreou na TV ainda criança. Em 1985, aos 9 anos de idade, ele participou do humorístico "Tamanho Família", na Manchete, ao lado de Diogo Vilela e Zezé Polessa.