PUBLICIDADE
Topo

Delegado pede à Globo imagens de Maycon para apurar maus tratos de animais

Maycon conversa sobre votos no quarto Diamante - Reprodução/GloboPlay
Maycon conversa sobre votos no quarto Diamante Imagem: Reprodução/GloboPlay

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

15/02/2019 10h30

Maycon, do "BBB19", que foi acusado de maus-tratos a animais e de praticar zoofilia por comentários feitos no reality, poderá ser interrogado pela polícia do Rio de Janeiro. 

A Polícia Civil informou hoje ao UOL que o delegado Maurício Mendonça, titular da 32ª DP (Taquara), encaminhou um ofício à Globo solicitando imagens do participante. A assessoria também afirmou que a autoridade está avaliando a necessidade de convocar Maycon para prestar depoimento. Procurada,  a assessoria da Globo disse que não foi notificada até o momento.

O vendedor de queijo contou no "BBB" que já colocou uma bombinha no rabo de um gato, e Hana chegou a acusar o brother de zoofilia por um comentário sobre perder a virgindade com animais. 

Nesta semana, o perfil oficial de Maycon nas redes sociais lamentou as declarações do participante:

"Referente a comentários ditos, equivocados ou não, nos sentimos constrangidos e envergonhados. Viemos nos desculpar publicamente. Sua falta de conhecimento e instrução nos leva a frases preconceituosas enraizadas na infância dos brasileiros. Após o reality, ele mesmo virá a público através desse mesmo canal para se desculpar. Terá também oportunidade de aprender mais sobre o assunto".

Nesta semana, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) abriu inquérito para apurar declarações do "BBB19" acusadas de racismo e intolerância religiosa

Maycon e Paula estão entre os brothers criticados por telespectadores por falas contra religiões de matriz africana.

Tiago Leifert se manifesta 

No programa de ontem, antes da prova do líder, Tiago Leifert fez um pronunciamento oficial sobre as acusações de racismo e intolerância religiosa entre os brothers. 

"Muitas vezes os participantes discutiram e se corrigiram, outras vezes os comentários passaram batidos lá dentro, mas não passaram batido aqui fora. Os vídeos contendo as falas consideradas ofensivas foram enviados para as autoridades competentes e estes vídeos estão em avaliação. Dependendo do parecer das autoridades, o programa tomará providências como sempre fez", disse o apresentador.  

Especial BBB19