PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Amaury Jr. lembra beijão em Claudia Alencar e diz: "Acham que sou gay"

Amaury Jr. é entrevistado no canal  "Pingue-Pongue com Bonfá" - Reprodução/YouTube
Amaury Jr. é entrevistado no canal "Pingue-Pongue com Bonfá" Imagem: Reprodução/YouTube

Thaís Sant'Anna

Colaboração para o UOL

06/03/2019 23h25

Amaury Jr. falou de profissão, sexualidade, traição e arrependimentos em uma entrevista para o canal no Youtube "Pingue-Pongue com Bonfá". Logo no início, o apresentador disse que as pessoas acham que ele é homossexual.

"Perguntaram para minha filha: 'aquele cara, acho que ele é gay?'. Não sou gay, se fosse também não teria nenhuma importância, eu assumiria. Acho que as pessoas que não se assumem devem viver muito reprimidas. Eu não gosto de homem, se eu nascesse mulher, provavelmente seria uma lésbica de tanta ojeriza que tenho de homem", declarou, entre risos.

Casado com Celina Ferreira há mais de 40 anos, com quem tem dois filhos, Amaury garantiu que nunca traiu a esposa. "Mas se tivesse traído, não falaria", confessou.

Apesar disso, no início de dezembro do ano passado, ele foi fotografado aos beijos com atriz Claudia Alencar em um evento no Rio.

"A Claudia Alencar é uma doce figura, fazia muito tempo que não a via, nos reencontramos e nosso entusiasmo se transformou num beijo. Qual o problema? Beijo um monte de pessoas entusiasticamente quando o momento pede", explicou.

Com mais de 80 mil entrevistas no currículo, segundo ele mesmo, Amaury falou do peso na consciência por ter gravado com João de Deus, acusado de assédio e abuso sexual.

"Acho que com aquela entrevista, eu levei mais gente Abadiânia [cidade onde João de Deus fazia "atendimentos espirituais"]. Assim como como eu entrevistei o Roger Abdemassih [médico condenado a mais de 200 anos de prisão por abusos sexuais] diferentes vezes. Eles eram notícia. Já entrevistei metade dos que estão presos pela Operação Lava-Jato, como eu ia saber?", se defendeu.

Famosos