Topo

Televisão


Paulo Vieira lembra primeira passagem na Globo: "Um ano sem fazer nada"

Mari Vianna/Divulgação
Lázaro Ramos e Paulo Vieira Imagem: Mari Vianna/Divulgação

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

2019-05-21T08:06:50

21/05/2019 08h06

Paulo Vieira falou da carreira para Lázaro Ramos no programa "Espelho" de ontem, no canal Brasil. O humorista, que foi recontratado pela Globo após o fim do "Programa do Porchat", contou que ficou sem função em sua primeira passagem pela emissora.

"Ganhei o quadro "Quem Chega Lá", do [Domingão do] Faustão, a Globo me contratou. Fiquei um ano sem fazer nada, rodando. Não tinha lugar para mim ali, acho que me contrataram sem saber o que fazer comigo. Não tinha networking, não conhecia ninguém, não tinha um amigo que pudesse passar alguma coisa. Acabou o contrato, foi quando o Fábio [Porchat] me chamou pro talk show na Record", conta.

Atualmente no elenco do "Zorra", ele confessa o receio de não dar certo. "Tinha o medo de ser mais um. Uma coisa é ser bom no Tocantins, outra em São Paulo. Eu era famoso em Tocantins, era a Xuxa de Palmas. Virei meio que o mascote da cidade, era uma pessoa importante. Sair de lá para ser ninguém em São Paulo era um parto, eu tinha esse medo".

Depois de provar seu talento com o "Emergente Como a Gente", uma atração à parte dentro extinto talk show da Record, Vieira quer continuar mostrando seu valor. "Meu sonho egoísta é ser um cara bom e inteligente, pois acho que falo burrices. Tenho um amor platônico por inteligência, pessoas que têm referencias, que citam. Queria que elas me olhassem e falassem: 'o Paulo é bom'. Quero ser foda. E tenho o sonho geral é ser importante para as pessoas".