Topo

Famosos


Galisteu sobre "Xica da Silva": "Sucesso não foi por causa dos meus peitos"

Manuela Scarpa/Brazil News
Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

04/06/2019 10h59

Adriane Galisteu relembrou os perrengues que passou em sua primeira novela, "Xica da Silva" (1996), na extinta Manchete. A apresentadora contou na estreia da nova temporada do "Eletrogordo", no Canal Brasil, as situações traumáticas que viveu na trama, em que aparecia nua.

"Essa novela foi um sucesso tão grande, não por causa dos meus peitos, mas porque as coisas aconteciam. Além dos meus pequenos peitos 'ovos estalados' de fora, era uma novela muito à vera", recorda, dizendo ter ficado doente e sido roubada.

"Meu lugar era dentro de uma cachoeira em Xerém. Tinha umas cobras d'água, uma coisa horrorosa. Peguei de tudo nessa cachoeira: virose, escarlatina, foi muito difícil para mim. Fiquei tão traumatizada que no set, eu entrei na cachoeira e, quando voltei, a gente tinha sido assaltado. Roubaram todas as minhas roupas, equipamentos, a gente não tinha o que usar", revela.

Ela diz como é ter passado por praticamente todas as emissoras da TV aberta. "É bom e é ruim. É bom porque tenho história para contar, tenho bagagem, gosto de trabalhar, não nego trabalho, gosto de desafios. A emissora que mais fiquei foi a Band, 5 anos, mas as pessoas me identificam muito com a Record, com o SBT e agora com a Globo. As pessoas piraram, é uma coisa bastante diferente, eu era apresentadora e de repente apareço em uma novela ['O Tempo Não Para', no ano passado]".

Aparência

Aos 46 anos, Galisteu garante que não liga para as críticas pela sua aparência com o passar dos anos. "Falam 'tá velha, tá nariguda'. Sempre fui, gente, não sei porque as pessoas implicam. Me deixa em paz, não vou mudar meu nariz. Estou ficando velha mas não estou preocupada com isso. A gente tem que ter dignidade nessa hora, saber que os peitos vão cair, a bunda vai desandar... Vou ficar desesperada por causa disso?", desabafa.