Topo

Novela

A Dona do Pedaço


Aos 53, Deborah Evelyn empolga com cenas quentes: "totalmente possível"

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

2019-06-14T04:00:00

14/06/2019 04h00

"Você ainda me ama? Você ainda me deseja?", essas foram perguntas de Lyris, personagem de Deborah Evelyn, 53, para o marido Agno (Malvino Salvador) em cena recente da novela A Dona do Pedaço. O empresário respondeu que provaria que sim e dormiu no meio da transa, que durou apenas 18 segundos! A cena movimentou as redes sociais e Deborah tem recebido elogios ao aparecer sensual na pele de personagem bem diferente de tudo o que já fez em seus mais de 35 anos de carreira.

João Miguel Júnior/Globo
Lyris (Deborah Evelyn) agarra Tonho (Betto Marque) Imagem: João Miguel Júnior/Globo

"Acho muito interessante ter uma nova faceta minha que nunca explorei em tantos anos de carreira. E acho bom para mim e para outras mulheres da minha idade mostrar que isso é totalmente possível. Fico feliz de poder mostrar isso de uma maneira muito simples", contou a atriz ao UOL.

Evelyn destaca que isso possibilita que outras mulheres de sua faixa etária sintam-se mais à vontade no jogo da sedução.

"Como eu não fiz personagens que explorassem esse lado sensual, fica muito claro que sou muito normal e que isso é possível entre pessoas normais também. Você não precisa ser uma super model para ter esse lado de sensualidade, aproveitar isso porque é bom na vida, não é negativo".

Nas redes sociais a reação do público foi de espanto e diversão com a rapidez de Agno na cama.

Nos próximos capítulos da novela de Walcyr Carrasco, Agno será flagrado por Fabiana (Nathalia Dill) com um garoto de programa. A ex-noviça vai propor que Rock (Caio Castro) dê em cima do empresário para chantageá-lo em seguida.

"Acho que a questão da Lyris e do Agno, independentemente de ele ser homossexual ou não, o homem pode se desinteressar por uma mulher e uma mulher pode se desinteressar por um homem. Isso independe do seu desejo sexual, acontece em milhares de relacionamentos", diz.

A atriz conta como reagiria se estivesse no lugar de Lyris.

"Talvez eu, Deborah, tentasse sentar e conversar com o meu marido, saber o que está acontecendo. De alguma maneira, após essa conversa, eu também iria querer seguir a minha vida. Não sei se exatamente como ela, tendo amantes, mas acho que a vida sexual de cada um é individual. A gente divide com alguém a vida sexual, mas ela é minha, então se eu vou levá-la de uma maneira ou outra é de responsabilidade minha e se vou estar satisfeita ou não, é também de responsabilidade minha."

"Não posso botar na mão dos outros que estou insatisfeita sexualmente. Então, se não está bom aqui, vou resolver de uma maneira que fique satisfatória para mim, seja ela qual for, ou vou me separar ou arranjar outro namorado, outro marido, ou vou ter outros homens. Depende de cada caso, é muito particular", completa.

Em cena que foi ao ar nesta semana, Lyris não resistiu à sensualidade de Tonho (Betto Marque), o motoboy que foi entregar um bolo em sua casa, e partiu para cima dele. "Acho totalmente que será bom para a Lyris o envolvimento com o Tonho para ter prazer na vida, levantar a autoestima e viver ali uma parte do que está faltando porque ela sente falta. Ela também poderia não sentir falta e ok, normal", afirma.

O público adorou a ousadia da personagem que, "pegando fogo", tratou de agarrar Tonho, deixando o marido desconfiado ao dormir tranquila e feliz sem tentar uma noite de sexo com ele. Nas redes sociais, o público aprovou.