Topo

Famosos


"Meu pai diz que não posso dormir com o namorado", diz Maísa

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

18/06/2019 07h49

Maísa Silva reviu sua carreira no Conexão Repórter de ontem. A apresentadora de 17 anos - 14 deles na TV - contou como foi crescer diante das câmeras e de que maneira lidou com a fama nesse período.

"Eu tive uma infância muito feliz. Todo mundo fala que eu perdi a infância, mas não acredito nisso, ganhei a infância mais original que eu poderia ter. As pessoas não perguntam, elas afirmam que perdi, não procuram saber minha opinião. Sempre tentei dizer para as pessoas que estava tudo bem. Na escola tinha muitos amigos, no SBT trazia minhas maletas de boneca, brincava trabalhando", recorda.

Os pais tiveram papel importante em sua criação. "Sempre fui muito exposta por causa da TV, mas minha vida pessoal sempre foi muito protegida pelos meus pais. Eles controlavam para que eu não tivesse tudo, e eu agradeço por isso. Não sei como teria crescido tendo tudo nas mãos", reconhece.

"Hoje vejo que eu era uma criança bem diferente. Vejo como se não fosse eu, como se fosse completamente outra pessoa. Eu me coloco muito no lugar dos meus pais. Minha mãe diz que ficava super sem graça com o que eu falava, era muito incontrolável. Ao mesmo tempo ela não queria inibir esse meu talento. Não consigo não ser espontânea, é mais forte que eu. Sou muito transparente, tem gente que não me conhece e sabe pela minha cara o que estou sentindo", continua.

Ela diz que só percebeu a fama quando foi fazer novela. "Me dei conta que eu estava famosa por conta de Carrossel. A fama fez bem porque fiz bom uso dela. Se você faz mau uso, se você usa para se sentir maior que as pessoas, para diminuir alguém ou não consegue administra-la dentro de você, a fama se torna sua maior inimiga. Esse show, as luzes, sei que não é para sempre, tenho que aproveitar o máximo possível", diz, mantendo os pés no chão.

"Eu sei de onde eu vim, de uma família da roça. Meu pai trabalhava carpindo chão, minha mãe também, por necessidade de ajudar a família, e eu sei do meu privilégio da escolha", conta.

Namoro

Maísa Silva com o namorado, Nicholas Arashiro - Reprodução/Instagram
Maísa Silva com o namorado, Nicholas Arashiro
Imagem: Reprodução/Instagram
A apresentadora também falou de Nicholas Arashiro. "A gente se conheceu por amigos em comum, redes sociais. Passamos um ano sendo super amigos, só fomos namorar depois. Estamos juntos há 1 ano e 6 [meses]", contou, detalhando como é a relação, sob supervisão dos pais.

"Eu vou para a casa dele, ele na minha, as famílias veem com bons olhos. Às vezes meu pai é meio chato, diz 'você não pode dormir com seu namorado'. A minha mãe sabe mais conversar. Meus pais se preocupam bastante, mas sou muito responsável", garante. "Vai acontecer na hora certa?", questionou Roberto Cabrini, sobre sexo. "Sim, exato".

Ela se derrete ao falar do namorado. "Eu me sinto apaixonada. Minha primeira paixão, primeira pessoa com quem me senti pronta para ter um relacionamento. É meu melhor amigo de verdade, isso faz dar certo. Eu não escondo nada dele, é meu companheiro. Ele entende acima de tudo minha profissão, isso sempre foi uma preocupação para mim".

Engajada

Maísa falou sobre assuntos "de adulto" também, como educação, saúde e segurança. "A gente é muito carente em coisas básicas. O sistema de saúde público é muito precário. Se seu filho não estiver matriculado em uma escola particular não vai estar usufruindo de uma boa educação. É preocupante porque todo mundo paga impostos e tem o direito de uma educação pelo menos básica que preste".

A apresentadora também disse se sentir insegura como mulher. "Sinto medo de andar na rua, como mulher, principalmente. É muito triste ficar se policiando por conta de olhares, de comentários. É muito triste não poder andar na rua em um certo horário, pois tem o risco de ser mais uma vítima, mais um número em uma estatística".

Famosos