PUBLICIDADE
Topo

Famosos

Helô Pinheiro fala de "traição" com Roberto Carlos e 1ª plástica aos 74

Helô Pinheiro, a eterna Garota de Ipanema, diz não cansar de contar a história da música que inspirou há mais de cinco décadas - Lucas Seixas/UOL
Helô Pinheiro, a eterna Garota de Ipanema, diz não cansar de contar a história da música que inspirou há mais de cinco décadas Imagem: Lucas Seixas/UOL

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

05/07/2019 04h00

Às vésperas de completar 74 anos, no próximo domingo, Helô Pinheiro conta há mais de cinco décadas a história de Garota de Ipanema, o clássico de Tom Jobim e Vinícius de Moraes que ganhou o mundo e mudou para sempre a vida da empresária e ex-modelo que a inspirou.

Às vezes, ela admite, é preciso uma certa dose de esforço para voltar à época em que tinha 17 anos, quando passava quase todos os dias em frente ao bar onde nasceu a canção, quase sinônimo de bossa nova. Mas, embora já tenha contado à exaustão, ela diz ter paciência para repeti-la para quem nem era nascido quando a faixa foi lançada.

"Durante o mês devo encontrar até cinco pessoas que me pedem para contar novamente... Realmente fico um pouco cansada, mas entendo porque existe essa geração nova que não sabe direito a história", afirma.

No luxuoso apartamento de 300 metros quadrados em Alto de Pinheiros, em São Paulo, onde vive com o marido, Fernando Pinheiro, e o filho Fernandinho, Helô recebeu a reportagem do UOL e, na companhia do inseparável mascote Cookie, um cachorro da raça Lulu da Pomerânia, rememorou sua trajetória, contou como encara o envelhecimento e diz que aceitou pela primeira vez se submeter a uma plástica.

A empresária também conta mais uma vez, pacientemente, a história de Garota de Ipanema e como está a expectativa pelo nascimento da neta Manu, filha de Ticiane Pinheiro e do jornalista César Tralli, que pode vir ao mundo no mesmo dia da avó famosa.

Já fizemos um bolão. Cada filha e cada neta está colocando o dia que ela vai nascer. Eu aposto no dia 10 de julho, mas se nascer no dia 7 [data do aniversário de Helô Pinheiro] vai ser um presente para mim".

O "fiu-fiu" e o assédio

Helô Pinheiro, a eterna garota de Ipanema - Lucas Seixas/UOL - Lucas Seixas/UOL
Helô Pinheiro, a eterna Garota de Ipanema
Imagem: Lucas Seixas/UOL
"Era uma mesa cheia de homens, não só com os dois [Tom Jobim e Vinícius de Morais]. Eles ficavam sentados e às vezes eu escutava: 'Ei, bonitinha. Oi, boneca. Fiu-fiu!'. Eu não olhava, nem sabia de quem se tratava. Eu sabia que estavam mexendo comigo, mas seguia em frente.

Achava tão bonito, e até me levantava para ficar mais empinadinha. Fazia bem para o ego. Garota quando é elogiada quer se mostrar um pouco. Eu era tímida e minha avó me colocava muitos defeitos. Dizia que eu tinha cara de faca porque eu era muito magra. Quando via alguém me elogiando para mim era um prêmio.

Antigamente era maior a liberdade para a mulher ser admirada. As coisas estão conturbadas e há muita agressividade. Naquela época a gente saía sem pensar em nada. O mundo está agressivo. Nada mais tem encantamento.

Hoje o 'fiu-fiu' já vira um assédio sexual. É um mundo duro, onde não podemos nem mais ser elogiadas. Antes havia uma reverência. Era um 'fiu-fiu' de longe, uma maneira carinhosa e romântica.

A "traição" com Roberto Carlos

"Roberto Carlos me deu uma carona e eu era tão fã dele que tinha uma fita dele dentro da bolsa. Coloquei no carro e ele falou: 'Não acredito'. Quando chegamos na porta de casa, ele me deu um selinho e falou: 'Olha, você vai no meu show'.

Fui ao show com o meu marido e ao cumprimentá-lo no camarim perguntei: 'Guardou minha foto?' [que ela havia dado para o cantor]. Ele falou: 'Não, joguei pela janela do avião'. Ficou puto! Acho que naquela noite ele já estava imaginado que a gente... Fiquei apaixonada. O Fernando não acreditou muito, achou que era coisa de fã. Mas se o negócio fluísse, de repente acabava dando samba.

Eu ainda estava muito insegura com meu casamento. Estava meio estremecida porque culpei meu marido por meu filho ter ficado doente [Fernando Junior, o único filho homem de Helô Pinheiro, teve sequelas após contrair uma bronquiolite ainda bebê].

Indiretamente foi uma traição. Não adianta. Foi um selinho, então já foi uma traição. Se eu pensei nele e fiquei entusiasmada nesse ponto eu acho que traí.

Sou super sincera. Mas eu e o Fernando consertamos a nossa vida e chegamos a um ponto de equilíbrio. Hoje estamos super bem. Ele me falou: 'Se um dia gostar muito de uma pessoa e achar que ela é melhor do que eu, a vida é sua'. Ele sempre foi muito maduro.

Qual o segredo para o casamento duradouro? É tolerância e aceitar que às vezes até algumas coisas que você é contra, entendendo que pode estar errado. É amizade, parceria."

"Chorei com Gisele Bündchen"

Helô Pinheiro se emociona relembrar a abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro - Lucas Seixas/UOL - Lucas Seixas/UOL
Helô Pinheiro se emociona relembrar a abertura da Olimpíada do Rio de Janeiro
Imagem: Lucas Seixas/UOL
"Quando a Gisele entrou [ao som de Garota de Ipanema], todo mundo dizia: 'Ela é linda. É uma top model que representa o Brasil lá fora, mas ela não é carioca'. Eram as Olimpíadas do Rio. Ela poderia entrar desfilando e nós nos encontraríamos. Eu não estou deficiente, não estou caduca e tenho condições de andar numa passarela. Poderíamos ter trocado uma flor ou ter nos cumprimentado... São várias ideias que poderiam ter acontecido.

Quebrou meu coração. Não quebrou não, espatifou. Eu esperava ter sido convidada porque soube que a música Garota de Ipanema tocaria. Pensei: 'Vão me convidar nem que seja para sentar num lugarzinho'. Simplesmente me ignoraram. É uma ferida que não tem como cicatrizar.

Eu me frustrei e foi doído. Se eu inspirei uma música, poderia ter sido Aquarela do Brasil, Chiquita Bacana... Mas a Garota de Ipanema, o mundo todo iria visualizar. Essa é a garota de Ipanema? Em muitos lugares até acham que eu já morri. Como Vinicius e Tom já morreram, muitos pensam que eu já morri. Poderia mostrar que eu estou viva e em condições de ser homenageada pelo público brasileiro para o exterior ver.

A Gisele, coitada, não tem culpa de nada. Mas poderiam ter feito uma história diferente. Assisti a tudo. Chorei e fiquei triste. Muito arrasada. Poderia ser Maria, Sebastiana, Gisele... O que fosse. Era outra pessoa utilizando aquela música na passarela."

Rivalidade com mulher de Tom Jobim

Quando se casou, o Tom brincou comigo e disse: 'Casei com ela [Ana Jobim] porque se parece com você'. Ali foi plantada uma semente e aí o ciúme dela deve ter crescido.

Frequentava a casa dela quando as crianças eram pequenas e ela tirou muitas fotos com o Tom. Uma vez, depois que ele morreu, eu pedi para ela: 'Gostaria tanto de uma dessas fotos'. Ela falou, 'Não sei onde coloquei'. Ali eu vi que ela tinha alguma coisa contra mim. Nunca pedi nada e nem nunca recebi nenhum tostão. Passei fase difícil quando meu marido perdeu tudo e trabalhava que nem uma louca.

Certo dia, no meu aniversário, recebi uma notificação e que eu tinha que tirar o nome Garota de Ipanema da minha loja, que ficava no Shopping Villa-Lobos. Por que eu não podia ter a minha loja se eu fui a musa inspiradora da música, se ele foi meu padrinho? Ficou aquela coisa confusa e um dia decidi parar com o processo. Acho muito feio isso. Quero ter paz com eles. Eu como garota de Ipanema e eles com a música. Se vivêssemos em harmonia trabalharíamos muito mais e todos ganhariam.

O registro do nome Garota de Ipanema é meu. A música eu realmente não tenho direito. Fiquei boba de eles terem entrado com essa notificação. Nunca pedi nada. Ficaria feio o público pensar: 'Essa mulher é uma aproveitadora'. Pelo amor de Deus! Eu não pedi para eles [Tom Jobim e Vinícius de Moraes] fazerem a música para mim."

Helô Pinheiro diz por que não aceitou pedido de casamento de Tom Jobim

RedeTV! Entretenimento

A Playboy preferida

Helô Pinheiro posou pela segunda vez para a Playboy em ensaio com a filha Ticiane Pinheiro - Divulgação/Playboy - Divulgação/Playboy
Helô Pinheiro posou pela segunda vez para a Playboy em ensaio com a filha Ticiane Pinheiro
Imagem: Divulgação/Playboy
"Gostei mais de fazer a Playboy com a Tici porque ela era jovem, tinha um corpo bonito. Achei mais glamouroso [do que o primeiro ensaio] porque as fotos foram mais elaboradas. Foi uma coisa mais suntuosa, pomposa. Teve requinte. A outra foi mais simples.

Fiz pelo cachê e não me arrependo. O meu marido estava em uma fase ruim financeiramente. Me ofereceram uma grana boa que aliviaria bastante a minha vida.

Uma filha encantadora. Na capa eu coloco a mão na periquita dela, mas era uma brincadeira, para não deixar ninguém ver. Na época já levaram para o outro lado e foi aquela polêmica.

A Tici fez mais para me ajudar. Ela mesma relutou em fazer, mas viu que eu estava precisando e me ajudou. O cachê era separado, mas ela me deu a parte dela.

Plástica e medo da morte

"Por muitos anos me perguntaram: 'Você tem plástica?'. Eu não tenho. Eu falei: o dia que eu fizer não vou esconder. Não tem mistério. Não vou ficar com 20 anos, mas só um pouco melhor. Tinha medo de morrer, da anestesia e de dar alguma coisa errado.

Vou fazer e vai ser uma coisa bem leve, sem anestesia geral. Vai ser na região do pescoço. É o que me incomoda. Faço jazz e uma vez por semana musculação para ajudar a ter mais energia, para fortalecer os músculos. De vez em quando faço um botox e uma limpeza de pele. Essas coisas paliativas que melhoram."

O "bom partido" César Tralli

César Tralli e Ticiane Pinheiro esperam a primeira filha juntos - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
César Tralli e Ticiane Pinheiro esperam a primeira filha juntos
Imagem: Reprodução/Instagram
"Ainda estávamos sob aquele efeito da separação [de Ticiane com Roberto Justus], um pouco assustadas, mas ele foi super querido e educado com a gente ao nos conhecer. É uma pessoa de Deus. Eu falei: 'Puxa, acho que é um bom partido para a Tici, que está tão machucada'. E na realidade foi um troféu na nossa vida.

Ele é como um segundo pai para a Rafa [filha de Ticiane com Justus]. Ela adora o César. Agora ele está ansioso pela chegada da Manu e já botou até a cadeirinha no carro. Está super animado. Graças a Deus que ela conseguiu encontrar a metade da laranja".

* Agradecimento: Rodolpho Widera (maquiagem).

Famosos