Topo

Novela

A Dona do Pedaço


Diretora de "A Dona do Pedaço", Amora Mautner fala sobre a fama de difícil

Amora Mautner, diretora da Globo - Raquel Cunha/TV Globo
Amora Mautner, diretora da Globo Imagem: Raquel Cunha/TV Globo

Leo Dias

Colunista do UOL

09/08/2019 12h58

A fama de Amora Mautner a precede. A diretora de "A Dona do Pedaço" é conhecida por ser intensa, perfeccionista e exagerada. "Nem sempre é fácil ser agradável ou delicada. Às vezes, preciso de uma cena mais 'tcham' [forte] e tenho que provocar", assume.

Ela diz, no entanto, que o comportamento é exclusivo do ambiente profissional. "Sou provocativa para chegar à minha meta de trabalho. Na vida, não. Na vida eu sou intensa. Mas tenho estado cada vez menos intensa, acho que pela idade. Uma das coisas boas de envelhecer é que começamos a ter medidas do custo-benefício das coisas. Eu tenho estado muito mais paciente do que já fui."

Em seu currículo, constam obras que entraram, de formas distintas, para a história recente da TV: da sensacional "Avenida Brasil" (2012) à decepcionante "A Regra do Jogo" (2015). "Parei de ler críticas sobre mim na época de 'A Regra do Jogo', porque estavam pegando muito no meu pé. Pode ter sido o efeito de 'Avenida Brasil', todo o mundo queria aquilo de novo. São fenômenos que não acontecem sempre. Inventaram muitas coisas que nunca aconteceram. Como se tivesse briga e não tinha. Eu sou intensa, mas sou zero tirana. Eu escuto muito. E não me levo tão a sério."

Apaixonada por física quântica, diz que sonha em envelhecer ao lado do namorado, Arnon Affonso, lendo e estudando.

Leia a íntegra da entrevista com Amora Mautner.