Topo

Reality shows


Lorena e Rodrigo se enfrentam na final do MasterChef: quem merece ganhar?

Com personalidades bem diferentes, Rodrigo e Lorena conquistaram os chefs e disputam o troféu MasterChef - Carlos Reinis/Band
Com personalidades bem diferentes, Rodrigo e Lorena conquistaram os chefs e disputam o troféu MasterChef Imagem: Carlos Reinis/Band

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

25/08/2019 04h00Atualizada em 26/08/2019 19h24

Rodrigo Massoni, o coração de gelo, ou Lorena Daisy, a rainha do coentro: quem vai levar o troféu MasterChef Brasil? Os dois cozinheiros amadores chegam à final do programa, que encerra a sexta temporada com amadores hoje à noite na Band.

Tanto Rodrigo quanto Lorena cresceram na competição, venceram adversários que eram favoritos e disputam a final com chances iguais de faturarem o prêmio de R$ 250 mil, além da bolsa de estudos na escola de culinária Le Cordon Bleu de Paris.

  • 53372
  • true
  • http://tvefamosos.uol.com.br/enquetes/2019/08/23/rodrigo-ou-lorena-quem-deve-vencer-o-masterchef-brasil.js

A seguir, veja por que os dois, donos de personalidades tão diferentes, têm as mesmas chances de vencerem o reality e vote no seu favorito:

A rainha do coentro

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2019/lorena-cresceu-no-masterchef-e-ganhou-a-primeira-vaga-na-final-do-programa-1566597816119.vm')

A enfermeira Lorena Dayse se encontrou na cozinha do MasterChef e depois de engatar no jogo não parou mais de crescer. A piauiense conquistou os chefs com uma culinária mais regional, com muito sabor e se acostumou às gozações que ouvia pelo uso recorrente de um ingrediente que faz parte de várias de suas receitas: o coentro.

Mas ainda que tenha se tornado a "rainha do coentro", ela provou que possui um conhecimento versátil e que pode fazer um prato que agrade mesmo quando precisa colocar a mão na massa para preparar algo que a tire de sua zona de conforto, como nos frutos do mar.

Pura emoção

Lorena é sensível e na competição se emocionou algumas vezes, chorou bastante e precisou ser consolada pelos jurados. O fato de cozinhar com o coração, sem dúvida, ajudou a colocá-la na final, já que ela conseguiu mostrar uma culinária com bastante personalidade.

Ela soube impressionar os jurados e mesmo com pratos aparentemente simples, como uma bruschetta, arrancou uma aprovação por unaminidade.

Evolução no jogo

Lorena se desenvolveu tanto no jogo que se tornou a primeira finalista deste MasterChef. Determinada, lutou para não precisar encarar provas de eliminação. Assim foi na semi-final, quando a enfermeira realizou os três pratos diferentes da prova e em todos ganhou os pontos necessários que a levaram direto para a grande final do programa.

Rodrigo, o coração de gelo

$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','/2019/mais-reservado-rodrigo-quase-nao-expressa-emocao-e-por-isso-ganhou-o-apelido-de-coracao-de-gelo-1566597989880.vm') Um dos participantes mais focados desta edição, o engenheiro ambiental Rodrigo Massoni começou a incomodar os outros cozinheiros amadores conforme crescia aos olhos dos jurados.

Visto desde o início como um adversário forte, ele tem como ponto alto ser extremamente organizado. Pela sua postura ao cozinhar, com uma bancada limpa e com os ingredientes bem dispostos, Erick Jacquin, Henrique Fogaça e Paola Carosella passaram a ter uma ótima impressão dele.

Artista na cozinha

Ao mesmo tempo em que é extremamente racional, Rodrigo consegue ser sensível como um artista. Ele já impressionou os chefs sendo vitorioso em algumas das provas mais difíceis desta edição. Em uma delas, o engenheiro ambiental surpreendeu Paola ao servir um curry de ervilhas. Os datalhes do prato chamaram a atenção da chef argentina.

"É essa coisa que eu te falo que me enlouquece, cara! Você é humano e vem me pintar essa coisa tão linda. Escorreu uma lágrima aqui", afirmou ela, antes de anunciar que Rodrigo havia sido o vitorioso da prova e que ele estava no top 10 da competição.

Nem um sorrisinho?

O traço da personalidade de Rodrigo que mais chamou atenção no MasterChef foi a sua frieza, o que numa final pode ser um ponto favorável já que ele consegue controlar bem as emoções. Para alguns participantes, ele tinha um "coração de gelo" e raramente dava um sorriso.

Mais reservado e equilibrado, este temperamento mais introspectivo pode ajudá-lo a vencer a final do reality da Band, em que os dois cozinheiros precisam preparar um menu completo que impressione os jurados com o tempo contado e em meio às torcidas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Reality shows